Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Outubro 15, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Sporting da Covilhã bate Gil Vicente com três golos na segunda parte

Sporting da Covilhã bate Gil Vicente com três golos na segunda parte
José Lagiosa

Sporting da Covilhã 3 – Gil Vicente 0

O Sporting da Covilhã regressou hoje às vitórias, afastando-se dos últimos lugares, ao vencer por 3-0 o Gil Vicente, que há sete jogos não ganha, em encontro da 18.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol.

Fatai (61 minutos) e os suplentes Diarra (80) e Índio (84) assinaram os golos serranos, depois do ‘nulo’ que se verificava ao intervalo.

Logo no segundo minuto de jogo o Sporting da Covilhã esteve à beira de inaugurar o marcador, quando Fatai acertou na barra. A jogada marcou a tónica de toda a primeira metade.

Frente a uns gilistas passivos e incapazes de explorar o contra-ataque, os serranos assumiram o jogo, mostraram grande dinâmica ofensiva, foram pressionantes e jogaram sempre mais perto da área adversária.

Apesar de terem sido mais perigosos, e de por duas vezes terem feito a bola embater no ‘ferro’, faltou eficácia aos ‘leões da serra’ para chegarem à vantagem, como aconteceu com Fatai, Renato e Seidi, entre os 24 e os 30 minutos.

Aos 40 minutos, foi novamente Fatai a testar a atenção do guardião de Barcelos, após combinação com Reinildo. Um minuto depois, Renato Reis pressionou, serviu Seidi e o guineense acertou no poste.

Ainda antes do descanso, o Gil Vicente criou a primeira ocasião, num remate de Miguel Abreu defendido por instinto por Igor Rodrigues, após um ressalto.

No segundo tempo, os visitantes começaram a reagir e Jonathan, aos 60 minutos, com um remate forte em zona frontal, viu as suas intenções negadas por Igor Rodrigues, que defendeu com os punhos.

Na jogada seguinte, um minuto depois, foi o Sporting da Covilhã a marcar, por Fatai, que, solicitado por Reinildo, segurou a bola, tirou o defesa gilista do caminho e marcou.

O Gil Vicente não desistiu, foi subindo no terreno e pressionando. Aos 70 minutos, Igor negou o golo a Jonathan e, na emenda, Joel impediu Gabriel de rematar.

Quando o emblema de Barcelos estava em crescendo, o Covilhã aumentou a contagem, aos 80 minutos, quando, após cruzamento de Paulo Henrique, Diarra surgiu ao segundo poste a cabecear certeiro.

Antes do apito final, aos 84 minutos, Índio apareceu na área a dar seguimento ao passe de João Dias.

Jogo no Complexo Desportivo da Covilhã.

Sporting da Covilhã – Gil Vicente: 3-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

1-0, Fatai, 61 minutos.

2-0, Diarra, 80.

3-0, Índio, 84.

Equipas

– Sporting da Covilhã: Igor Rodrigues, João Dias, Zarabi, Joel, Paulo Henrique, Djikine (Diarra, 45+2), Gilberto (Índio, 57), Renato Reis, Reinildo, Fatai e Adul Seidi.

(Suplentes: Igor Araújo, Gerson, Amadú Turé, Hudson, Índio, Boubakary Diarra e Moses)

Treinador: José Augusto.

– Gil Vicente: Rui Sacramento, Gabriel, Tormenta, Luiz Eduardo, Luís Tinoco, Miguel Abreu (Sandro, 46), Ricardinho (Gastón Camara, 68), Alioune Fall, Jonathan, James Igbekeme e Rui Miguel.

(Suplentes: Júlio Neiva, Sandro, Reko, Rafael, Rui Faria, Gastón Camara e Tiger).

Treinador: Jorge Casquilha.

Árbitro: Artur Soares Dias (Porto)

Ação Disciplinar: Cartão amarelo para Gilberto (17), Zarabi (20), Rui Miguel (37), Renato Reis (45+1) e Luiz Eduardo (46).

Assistência: Cerca de 300 espetadores.

*Lusa / Foto: ojogo.pt

Comentar