9.7 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Janeiro 28, 2021
No menu items!
Início Desporto Covilhã acolhe Taça de Portugal de Pesca à Pluma

Covilhã acolhe Taça de Portugal de Pesca à Pluma

Pela primeira vez a Covilhã vai receber a Taça de Portugal de Pesca à Pluma Dr. Diamantino Domingues, um evento de pesca desportiva – sem morte – que terá lugar no próximo dia 3 de fevereiro, na Lagoa do Viriato.

A organização está a cargo da Câmara Municipal da Covilhã e da Federação Portuguesa de Pesca Desportiva que pretendem aproveitar as excecionais condições ecológicas e climatéricas da zona para a prática desta modalidade.

Para o presidente do Município, Vítor Pereira, este evento pretende dar continuidade ao trabalho iniciado com a organização do Campeonato do Mundo de Pesca à Pluma de 2017, organizado pela primeira vez em Portugal e na Covilhã, trazendo à região seleções de todo o mundo.

Para o autarca, “são eventos desta natureza que trazem desenvolvimento, riqueza e elevam a posição do concelho no ranking de valorização turística”.

Pesca à Pluma

A pesca à pluma (flyfishing) ou pesca com mosca tem como base a utilização de moscas artificiais como isco base de captura.

Existem relatos da sua utilização na China em 2000 AC.

O flyfishing moderno surge sobretudo como modalidade de captura para truta e salmão, no Séc. XX a sua utilização estende-se a outro tipo de espécies sendo mesmo utilizada para pesca no mar.

Esta modalidade muito técnica consiste de base, no lançamento do isco (pluma – mosca) sobre a água de modo a potenciar a captura, exige alguma prática e técnica assim como a visualização do peixe (normalmente quando anda próximo da superfície).

A principal diferença para outras técnicas consiste sobretudo na linha, pesada o suficiente para enviar a pluma para o local pretendido.

Em Portugal, para além da clássica truta (com poucos locais de captura), pode ser utilizado na pesca do lúcio, barbo, boga, escalo, achigã (black bass), carpa.

As capturas de espécies como a carpa e o barbo que se alimentam de pequenos insectos e larvas ou o lúcio e o achigã que se alimentam de pequenos peixes, rãs etc., requerem que a pluma simule o seu alimento.

A mesma técnica pode ser utilizada no mar para captura de peixes como o peixe-agulha, a taínha ou mesmo o robalo quando anda na superfície alimentando-se de pequenos peixes.

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: