Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Janeiro 18, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Auto dos Reis encerra “Natal com Arte” na Covilhã

Auto dos Reis encerra “Natal com Arte” na Covilhã
José Lagiosa

A Câmara Municipal da Covilhã leva a efeito, no próximo sábado, 13 de janeiro, pelas 21 horas, a representação de um Auto de Reis, na Igreja de Nossa Senhora da Conceição.

O evento conta, igualmente, com a participação das Adufeiras da Casa do Povo do Paul, Associação Grande Roda do Teixoso, Associação Rancho Folclórico e Etnográfico do Refúgio, ASTA – Teatro e outras Artes, Rancho Folclórico da Boidobra, Paulo Runa, Glória Olivares e Roberto Villa Lobos.

O Auto dos Reis marca o final do “Natal com Arte”, a programação natalícia da autarquia que animou a Covilhã de 1 de dezembro a 13 de janeiro.

O Município recria uma tradição secular, interrompida durante o período da Primeira República, que constituiu um dos maiores símbolos natalícios.

Trata-se de um espectáculo dramático e musical onde abundam as mais belas quadras natalícias do Cancioneiro Geral.

Desde a idade média que se representam Autos do Natal e de Reis, na Europa. Em 1223, S. Francisco de Assis celebrou um acordo com um fidalgo Italiano para a representação de um Auto de Natal.

Três séculos depois, o arcebispo de Braga, D. Luís Pires, proibiu o cântico de chanchiletas e os jogos do coro, na noite de Natal, mas incentivou a realização de Autos, que ganharam especial fulgor com Gil Vicente.

Nos anos 30 do século passado foram vários os etnógrafos que recolheram e transcreveram os textos dos Autos que se realizavam no Portugal mais profundo.

O Município da Covilhã vai, assim, recriar um Auto dos Reis sendo esta uma oportunidade imperdível de assistir a uma tradição intemporal.

 

 

 

 

Comentar