Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Outubro 18, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Covilhã é a nova potência turística do Interior

Covilhã é a nova potência turística do Interior
José Lagiosa

A Covilhã reforça liderança na captação de turistas no Interior segundo os novos dados, recentemente divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O INE revela que em 2016 o concelho da Covilhã registou 154 520 hóspedes e 264 280 dormidas, representando um aumento de 20% e 23% respetivamente, face aos valores conhecidos em 2015.

Este desempenho coloca a “cidade-neve” numa posição destacada face a cidades como Castelo Branco, Guarda e Fundão, que em conjunto registaram 154 133 hóspedes e 231 231 dormidas.

Verifica-se que a Covilhã suplanta os valores agregados destas cidades vizinhas da Beira Interior.

A performance positiva deste concelho está bem patente nestes dois factos: apresenta o dobro do número de dormidas registadas pela CIM da Beira Baixa (130 997) e é, a seguir a Évora, o município não localizado no litoral do País que mais turistas atrai.

O principal mercado emissor de turistas é o interno, 134 623 hóspedes (+19,8%), valor que posiciona a Covilhã em 14º lugar do Ranking Nacional (em 308 municípios), no que diz respeito à captação de turistas residentes em Portugal, à frente de municípios como Cascais, Figueira da Foz, Vila Real de Santo António, Sintra e Setúbal.

Os mercados externos proporcionaram 19 897 hóspedes (+26%), com Espanha a liderar a procura, seguindo-se o continente americano com um assinalável aumento de 40,5%.

Os proveitos totais dos estabelecimentos hoteleiros, ou seja, os proveitos tendo em consideração as dormidas, refeições e outros serviços prestados por estas unidades, ascenderam a 13 473 milhões de euros (+34%).

Estamos perante uma evolução marcadamente positiva, que coloca a Covilhã destacadamente no topo da tabela dos restantes municípios da CIM das Beiras e Serra da Estrela.

Para Vítor Pereira, presidente da Câmara Municipal da Covilhã, “este desempenho é a afirmação da capacidade de atração das unidades hoteleiras do concelho e da consolidação da marca Covilhã como referência incontornável no turismo nacional e internacional. São indiscutivelmente boas notícias e demonstram que estamos no bom caminho”.

O autarca chama a atenção para o facto de o concelho ter “um potencial incomensurável, com muito para explorar e dinamizar”, mostrando-se, por isso, optimista quanto ao crescimento futuro do setor turístico na Covilhã.

 

 

 

Comentar