Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Julho 21, 2018

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Pacheco, “apesar de ter estado escondido, apoia a candidatura de Rui Rio”

Pacheco, “apesar de ter estado escondido, apoia a candidatura de Rui Rio”
José Lagiosa

O candidato a líder do PSD comentou esta sexta-feira, último dia de campanha, a revelação que Pacheco Pereira fez ontem sobre o facto de Santana o ter contactado para formar um novo partido, em 2011, contra o PSD.

Considerando serem normais no fim das campanhas, “quando a onda laranja começa a levantar-se”, existirem “umas tiradas”, Santana Lopes fez sobressair o que considera ser “politicamente relevante” neste caso.

“Os militantes do PSD sabem quem é essa pessoa [Pacheco Pereira], o que é importante é a questão política, é que apoia, apesar de ter estado escondido, a candidatura do doutor Rui Rio. Isso é que é politicamente relevante”, reforçou, enfatizando que em 2011, “estava ao lado de Pedro Passos Coelho, a lutar com ele pela maioria absoluta”.

Quanto ao encontro, sem o negar, disse: “Ainda o ano passado, e há dois anos, eu o encontrei várias vezes, que ele mora ao pé de mim”. Pedro Santana Lopes lembrou que já acumula 41 anos de combate no PPD, “onde normalmente não encontro essas pessoas que falam de mim”. “Porque normalmente estão a fazer comícios com os nossos adversários ou nas convenções nacionais do PS ou de outros partidos”, defendeu.

“Eu compreendo essa aversão, mas o que importa é que ficou claro o que eu disse desde o início da campanha: há um grupo de pessoas, a que eu chamei ‘grupo maravilha’, que são pessoas que durante a governação de Passos Coelho fizeram tudo para o deitar abaixo, e que estão a apoiar outra candidatura”, encerrou assim o assunto, frisando que “não vai excluir ninguém” quando for líder do partido, nem os que “utilizam esses estratagemas”.

“A minha missão a partir de amanhã (dia 13) é unir, unir, unir o partido. Para depois ganharmos na frente externa à frente Esquerda. É isso que farei”, finalizou Santana, à saída de um almoço com mais de meia centena de militantes, em Lamego, ao qual chegou duas horas atrasado.

Mais de 70 mil militantes do PSD decidem amanhã quem querem ter como líder do partido: Santana Lopes ou Rui Rio.

*Com: noticiasaominuto.com / Foto: Global Imagens

Comentar