Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Setembro 20, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Preço das casas em Portugal sobe 5,5% durante o quarto trimestre de 2017

Preço das casas em Portugal sobe 5,5% durante o quarto trimestre de 2017
José Lagiosa

O preço das casas em Portugal registou uma subida de 5,5% durante o quarto trimestre de 2017, situando-se em 1.690 euros/m2, segundo o índice de preços do idealista.

Regiões

Todas as regiões assistiram a um aumento de preços em relação ao terceiro trimestre de 2017. As regiões que apresentaram uma subida mais significativa foram Norte e Lisboa (7,4% e 5,4% respetivamente), seguidas pela Região Autónoma da Madeira com um aumento de 5% e Algarve com uma variação trimestral de 4,5%. As regiões com as menores subidas foram Centro (0,4%) e Alentejo (2,9%).

Lisboa com 2.351 euros/m2 continua a ser a região mais cara, seguida pelo Algarve onde custa 1.724 euros/m2 e Madeira (1.352 euros/m2). Do lado oposto da tabela, encontra-se o Centro (960 euros/m2), o Alentejo (1.128 euros/m2) e o Norte (1.241 euros/m2), como as regiões mais baratas.

Distritos

Face ao terceiro trimestre de 2017, todos os distritos analisados viram os preços subirem no quarto trimestre deste ano.

Os maiores aumentos aconteceram no Porto (7,8%), Braga (7,5%), Guarda (5,9%) e Lisboa (5,5%). Os preços em Portalegre mantiveram-se estáveis neste trimestre e em Santarém e Viana do Castelo a subida foi pouco significativa (0,1% e 0,4% respetivamente).

O ranking dos distritos mais caros é liderado por Lisboa (2.796 euros/m2), seguido por Faro (1.724 euros/m2) e Madeira (Ilha) (1.353 euros/m2). Os preços mais económicos podem encontrar-se na Guarda (684 euros/m2), Bragança (685 euros/m2) e Portalegre onde custa 687 euros/m2.

Capitais de Distrito

Durante o quarto trimestre de 2017, foram 14 as capitais de distrito que viram um aumento nos seus preços. Braga lidera a subida entre as grandes cidades com 8,6%, seguida por Faro (8,5%) e Porto com um aumento de 8,4%.

Por outro lado, a cidade de Portalegre assistiu a uma queda de preços de 1,9%, seguida por Leiria e Santarém com uma descida de 0,7% em ambos os casos.

Lisboa continua a ser a capital de distrito onde é mais caro comprar, custando 4.079 euros/m2. Em seguida aparece o Porto (2.256 euros/m2) e Funchal (1.641 euros/m2).

Em contrapartida, as capitais com os preços mais económicos são Bragança (660 euros/m2), Portalegre e Guarda (724 euros/m2 em ambos os casos).

O índice de preços imobiliários do idealista 

O idealista é o marketplace imobiliário de Portugal para comprar, vender ou arrendar.

Com uma amostra de milhares de imóveis à venda, o departamento de estudos do idealista analisa, de forma quantitativa e qualitativa, a evolução de compra e venda de habitação em Portugal.

Com a publicação deste relatório, o idealista pretende dar uma maior clareza e transparência à informação imobiliária do mercado Português.

Para a realização do índice de preços imobiliários do idealista analisaram-se 60.242 anúncios que se encontravam na base de dados do idealista no dia 28 de dezembro de 2017.

Para assegurar a precisão dos dados, foram eliminados da amostra, os imóveis com preços desajustados no mercado e os imóveis com a tipologia “moradias isoladas”, visto que a sua presença no estudo compromete o preço em algumas zonas.

O índice imobiliário do idealista é elaborado com os preços de venda em relação aos metros quadrados construídos.

 

 

Comentar