Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Agosto 20, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Programa Dez Freguesias, Dez Experiências atrai visitantes à Isna, Oleiros

Programa Dez Freguesias, Dez Experiências atrai visitantes à Isna, Oleiros
José Lagiosa

O primeiro ateliê temático de cultura e gastronomia integrado na iniciativa municipal “Dez Freguesias, Dez Experiências”, revê lugar no passado dia 27 de janeiro.

Desta vez organizado em parceria com a Junta de Freguesia de Isna e com o apoio do ISCA (Isna Sport Clube e Alvélos), o ateliê – dedicado à Broa da Isna e à Castanha -, veio assim valorizar os ativos histórico-culturais da freguesia, bem como o seu património natural e paisagístico.

A atividade iniciou-se com um percurso pedestre, no qual participaram cerca de 100 pessoas que puderam percorrer grande parte do futuro “Trilho d´el Rei”, a implementar brevemente.

Numa manhã solarenga, os participantes desfrutaram de paisagens de cortar a respiração; as mesmas que em 1901 deslumbraram o rei D. Carlos, pelo que exclamava frequentemente “que pena não vir connosco um pintor!”.

O passeio incluiu a visita a um moinho, onde os participantes puderam ver a transformação do já tão afamado milho da Isna, do mesmo modo que puderam, literalmente, “pôr a mão na massa”, amassá-la e vê-la a cozer no forno.

Durante o ateliê, a Companhia de Teatro Viv´Arte foi marcando a sua presença e pela primeira vez naquela localidade foram recriados vários episódios relacionados com a passagem de D. Carlos pela freguesia. Estes foram documentados em 1962 por Jaime Lopes Dias e retratam o acontecimento que durou 4 dias e ficou historicamente conhecido como Caçada Real da Isna.

Os participantes terminaram este ateliê temático com um almoço onde não faltou javali e broa da Isna acabada de sair do forno, tendo feito as delícias de todos os presentes.

Na ocasião, marcaram presença as várias Juntas de Freguesia do concelho, o elenco governativo municipal de Oleiros, o presidente da Câmara de Tarrafal de S. Nicolau (Cabo Verde) – que se encontrava de visita a Oleiros no âmbito da geminação existente entre os dois municípios – e nem a figura do rei D. Carlos faltou a este convívio gastronómico.

No final, os participantes saíram satisfeitos com uma experiência diferente e que muitos referiram como enriquecedora, prometendo voltar àquela freguesia.

“O Município agradece o apoio dos Bombeiros Voluntários de Oleiros na realização do passeio, bem como a colaboração de todos os que contribuíram para que este ateliê fosse possível”, salienta a autarquia em comunicado.

Recorde-se que o envolvimento da comunidade local é fundamental para o sucesso desta iniciativa que se enquadrada no projeto intermunicipal Beira Baixa Cultural, promovido pela Comunidade Intermunicipal e Municípios que a constituem, sendo cofinanciado pelo Fundo de Desenvolvimento Europeu / Portugal 2020.

O próximo ateliê está já agendado para dia 24 de fevereiro, na freguesia de Mosteiro e será subordinado ao tema do Fumeiro e das Sopas.

Comentar