1.4 C
Castelo Branco
Terça-feira, Janeiro 19, 2021
No menu items!
Início Nacional Novas Unidades de Investigação e Desenvolvimento do IPCB

Novas Unidades de Investigação e Desenvolvimento do IPCB

Enquadrado no presente ciclo de avaliação de Unidades de Investigação e Desenvolvimento (UID) pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), foram criadas no IPCB e submetidas à FCT cinco novas unidades de investigação e desenvolvimento:

  • Unidade de Investigação Desporto, Saúde e Exercício (SHERU)
  • Unidade de Investigação Interdisciplinar – Comunidades Envelhecidas Funcionais (Age.Comm)
  • Unidade de Investigação em Serviços, Aplicações e Conteúdos Digitais (DiSAC)
  • Unidade de Investigação Qualidade de Vida no Mundo Rural (QRural)
  • Unidade de Investigação – Centro de Investigação em Património, Educação e Cultura (CIPEC)

Estas novas UID vêm juntar-se à unidade já existente no IPCB, CERNAS (Centro de Estudos em Recursos Naturais, Ambiente e Sociedade – Pólo de Castelo Branco).
As 6 Unidades de Investigação e Desenvolvimento contam com mais de 100 investigadores do IPCB, o que confirma a dinâmica continuada da instituição na prossecução de atividades de investigação.
O funcionamento e desenvolvimento das UID do IPCB terá repercussões no ajustamento do projeto educativo às dinâmicas de investigação e do desenvolvimento das profissões e das necessidades do mercado de trabalho. O IPCB reforça assim o seu posicionamento no sistema científico e tecnológico português, constituindo-se como instituição regional de referência também no campo da produção e disseminação de conhecimento, o que virá a ser determinante para a oferta de programas de doutoramento.
Para Carlos Maia, presidente do IPCB, “este é um momento marcante da vida da Instituição e constitui uma forte aposta por contribuir para o reforço e consolidação da capacitação científica do IPCB e, por essa via, reforçar o desempenho e impacto das atividades e da própria Instituição, o que responde as recomendações apresentadas pela OCDE, constantes no relatório apresentado no início de fevereiro. Em termos de processo, foi muito gratificante verificar o entusiasmo e a capacidade de mobilização dos professores do IPCB em torno deste objetivo, de que resultaram unidades de investigação constituídas por docentes de diversas áreas científicas, as quais irão ter apoio logístico e financeiro por parte do IPCB, nestes primeiros anos, independentemente das necessárias candidaturas para captação de financiamento proveniente de outras fontes.”

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: