Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Junho 26, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

FPF visitou obras de casa destruída pelo incêndio no concelho de Oleiros

FPF visitou obras de casa destruída pelo incêndio no concelho de Oleiros
José Lagiosa

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, visitou ontem o concelho de Oleiros, com o intuito de acompanhar as obras de reabilitação das casas afetadas pelos incêndios que a Federação está a apoiar.

Esta não foi a primeira visita da comitiva, que já esteve anteriormente na Freguesia de Madeirã e na Freguesia de Sobral e que voltará a Oleiros no mês de maio para entregar as chaves de casa às famílias contempladas com este apoio.

Em Sobreirinho, na Freguesia de Sobral, o vereador Paulo Urbano destacou a felicidade em ver regressar o sorriso de Clara Fernandes, proprietária da casa, que a própria reconheceu dever-se ao andamento das obras no sítio onde viu arder a casa que o pai construiu.

Fernando Gomes, presidente da FPF, sublinhou que infelizmente devido às burocracias existentes, esta família nunca seria apoiada de outra forma e mediante esta questão, e também com a ajuda do Município chegaram a este caso e puderam apoiar através da campanha “Tudo por Portugal”.

A Federação ofereceu à proprietária um quadro para a nova casa, que Clara agradeceu, mencionando todas as pessoas que contribuíram nos jogos solidários e que lhe possibilitam agora um recomeço digno.

Este apoio surge no sentido da campanha de angariação de fundos “Tudo por Portugal”, dinamizada pela FPF, cujo dinheiro está a ser aplicado na reconstrução de sete casas de primeira habitação nas zonas mais afetadas pelos incêndios de 2017.

Além das duas casas contempladas no concelho de Oleiros, estão também a ser reconstruídas casas em Vieira de Leiria, Santa Comba Dão, Oliveira do Hospital e Sertã.

Ao todo estão a ser aplicados 721.941,79 euros, montante proveniente das receitas de bilheteira dos jogos particulares com os Estados Unidos e Arábia Saudita e através das linhas telefónicas do call center solidário instalado na Cidade do Futebol, bem como dos donativos feitos diretamente à FPF.

 

 

 

 

 

 

Comentar