10.6 C
Castelo Branco
Sábado, Outubro 31, 2020
No menu items!
Início Cultura Academia das Ciências do Ambiente nasce em Idanha-a-Nova

Academia das Ciências do Ambiente nasce em Idanha-a-Nova

A Academia das Ciências do Ambiente acaba de nascer em Idanha-a-Nova, integrada na Associação N-Light Environment, com sede no Centro Empresarial local.
O objetivo consiste em desenvolver soluções viáveis para as problemáticas atuais, nacionais e internacionais, associadas a parâmetros qualitativos e/ou quantitativos da água, do ar, do solo e da energia para deixar uma herança positiva à disposição das gerações futuras.
“O primeiro desafio que lançámos a esta associação é o de trabalhar a problemática da água, não só a sua qualidade, mas também o seu uso eficiente”, refere Armindo Jacinto, presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova.
A Academia pretende ser uma instituição de excelência em matéria ambiental que, pela sua notoriedade, resultante da qualidade do trabalho produzido, com o contributo de professores-peritos e especialistas científicos reconhecidos mundialmente, favoreça os seus formandos numa inserção profissional ao mais alto nível.
No futuro, pretende-se que esta instituição receba formandos competentes e motivados a desenvolver, otimizar e validar técnicas e tecnologias inovadoras ou pouco desenvolvidas, favoráveis ao meio ambiente.
A N-Light Environment em Portugal, interligada à sua congénere de França, é presidida por Maurice Fillion-Robin.
A equipa de fundadores inclui ainda o cientista pluridisciplinar Jean-Claude Rodet, Francine Fleury Rodet e Jacques Prunier (vice-presidentes), Alain Merelo-Barbera (secretário), Claire Rouchon (tesoureira) e Liane Burger (diretora do desenvolvimento ético).

Apresentação da Academia das Ciências do Ambiente

Os primeiros projetos previstos incluem:
– O estudo, a experimentação e a eventual validação de uma técnica para otimização da pluviometria local ou regional, utilizando antenas de ressonância, favorecendo a transformação da humidade atmosférica no estado gasoso para a estado líquido, isto é, em gotas de água;
– Promover o aumento do teor em húmus dos solos agrícolas, conduzindo ao aumento da capacidade de fixação de carbono atmosférico, designadamente, com recurso a um complexo de microrganismos naturais;
– Criação de um laboratório móvel de análises da água e solos, a ser colocado à disposição dos agricultores.
Num futuro próximo, está prevista a criação da N-Light Educação, uma vez que a N-Light Environment considera que a educação é um pilar essencial para complementar os seus objetivos, nomeadamente oferecer às gerações futuras os meios e as condições necessárias para uma vida digna e saudável, em harmonia com a natureza e os seus recursos.
 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Covid-19: Cristiano Ronaldo recuperado após 17 dias

O internacional português Cristiano Ronaldo, que alinha na Juventus, teve um resultado negativo para o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e...

Novos pontos de recolha de Óleos Alimentares Usados na Sertã

A Câmara Municipal da Sertã ampliou e renovou a rede de equipamentos de recolha de Óleos Alimentares Usados  junto aos ecopontos, distribuídos...

Covid-19: Taxa de ocupação nos hospitais ultrapassou os 80% segundo o Governo

A taxa de ocupação de camas de enfermaria de doentes com covid-19 situa-se nos 84%, sendo de 81% nas Unidade de Cuidados...

UNITA diz que Presidente angolano tem medo do povo

O líder da UNITA, maior partido da oposição, disse hoje, em Luanda, que o presidente do MPLA, partido no Governo, “tem medo...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: