10 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Março 1, 2021
No menu items!
Início Cultura Os Óscares chegam aos 90 com cerimónia marcada para hoje

Os Óscares chegam aos 90 com cerimónia marcada para hoje

Os Óscares, os prémios de cinema dos Estados Unidos, cumprem hoje a 90.ª edição, com “A forma da água”, de Guillermo del Toro a liderar as nomeações, numa cerimónia conduzida pelo apresentador Jimmy Kimmel.

A cerimónia, que será transmitida já na madrugada de segunda-feira, hora de Lisboa, deverá ser marcada pelo movimento contra o assédio sexual, meses depois de denúncias contra o produtor Harvey Weinstein e outras figuras do entretenimento, terem impulsionado múltiplas tomadas de posição sobre o assunto.

Este ano, dois canadianos de origem portuguesa podem sair com uma estatueta dourada: Luís Sequeira (guarda-roupa) e Nelson Ferreira (montagem de som) estão nomeados pelo filme “A forma da água”.

O filme do mexicano Guillermo Del Toro lidera a corrida com 13 nomeações, nas principais categorias, de melhor filme, realização, interpretação – com Sally Hawkins, Octavia Spencer e Richard Jenkins.

Segue-se “Dunkirk”, de Christopher Nolan, com oito nomeações, sobretudo em categorias técnicas, e “Três cartazes à beira da estrada”, de Martin McDonagh, com sete nomeações, incluindo para melhor atriz principal pela interpretação de Frances McDormand.

Para o Óscar de melhor filme, além de “A forma da água”, “Dunkirk” e “Três cartazes à beira da estrada”, estão nomeados “Chama-me pelo teu nome”, “A hora mais negra”, “Foge”, “Lady Bird”, “Linha Fantasma”, “The Post”.

A categoria de melhor realização é disputada por Guillermo del Toro, Christopher Nolan, Greta Gerwig (“Lady Bird”), Jordan Peele (“Foge”) e Paul Thomas Anderson (“Linha Fantasma”).

Ao fim de 90 edições, ainda se registam alguns momentos inéditos.

É a primeira vez que um filme sírio está nomeado para os Óscares, com o documentário “Last men in Aleppo”, de Feras Fayyad e Soren Steen Jespersen, sobre os Capacetes Brancos, força civil síria que já salvou quase 100 mil pessoas no conflito na Síria e que foi objeto da curta documental vencedora do Óscar do ano passado para essa categoria.

O realizador Jordan Peele é o primeiro afroamericano a ser nomeado em simultâneo para melhor filme, realização e argumento original, com “Foge”. Também é a primeira vez que uma mulher está nomeada para o Óscar de melhor fotografia, com Rachel Morrison pelo filme “Mudbound – As lamas do Mississipi”.

*Lusa / Foto: John G. Mabanglo / Lusa

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: