18.3 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Setembro 24, 2020
No menu items!
Início Nacional Recordar é viver: memórias da juventude

Recordar é viver: memórias da juventude

Dei comigo, um dia destes, a retirar do baú das minhas memórias os tempos de estudante, vividos no Liceu Padre António Vieira, em Lisboa.

José Lagiosa

Recordo com imensa nostalgia, o primeiro dia. Um rapazinho com dez anos, habituado ao colégio particular em Moscavide, via-se agora a braços com duas deslocações diárias de e para casa, de autocarro, os velhinhos verdes de dois andares, na carreira 31 até ao Pote D´Água, ou em alternativa qualquer uma das carreiras para o Areeiro ou para a Praça do Chile, que nos deixavam na Rotunda do Relógio, tendo depois que percorrer o restante caminho a pé, até ao Liceu.
Mas estas experiências valeram a pena, com o decorrer dos anos.
Ao longo do meu percurso estudantil no Padre António Vieira, conheci muitos colegas e professores, com quem privei mais ou menos conforme as circunstâncias e as ocasiões. Alguns nas mesmas turmas, outros em actividades desportivas ou lúdicas extra curriculares.
Hoje, ao recordar esses tempos, nomes sonantes na sociedade portuguesa, são para mim tão familiares, como o eram nos finais dos anos 60 e até 1974.
João Gonçalves, na altura um promissor jogador de andebol, que viria a ser considerado um dos melhores de sempre em Portugal e a quem perdi o rasto há cerca de dez ano, época em que era cronista em jornais diários.
António Carrapatoso, desde sempre estudioso de matérias de carácter económico e duramte alguns anos presidente do conselho de administração da Vodafone Portugal.
João Zilhão, interessado em tudo o que fosse história e estudo minucioso, que foi presidente do Instituto Português de Arqueologia, desde a sua criação e até 2002, quando pediu a demissão por divergências com a política do Governo de Durão Barroso, hoje com grande reputação internacional nesta área.
Francisco Louçã, já na época activista político, durante anos líder do Bloco de Esquerda e Deputado na Assembleia da República, hoje comentador e opinador ocasional na comunicação social.
O liceu Padre António Vieira, tinha na época fama de ser um bastião das lutas estudantis, e realmente era.
Várias vezes estivemos cercados pela polícia de choque. As visitas de “bufos” da P.I.D.E. eram uma constante, para já não falar dos “boatos” em relação aos funcionários e professores que seriam informadores da polícia política, mas que nunca se provaram.
Toda esta envolvência, a par de alguma actividade de cariz político que comecei a desenvolver, para além, obviamente da influência familiar, ajudaram e marcaram definitivamente o meu pensamento político.
Mas hoje, que olho para trás, uma pergunta à qual não consigo dar resposta, paira na minha cabeça. Onde andaria Pedro Santana Lopes, ex- primeiro ministro de Portugal de má memória, o único até hoje demitido por um presidente da República eleito, na altura também aluno no liceu Padre António Vieira, mas de quem, por muito que me esforce não consigo ter a mínima recordação, enquanto activista político.
Agora após o combate e a derrota com Rui Rio, para a liderança do PPD/PSD, parece ter chegado a um momento de maior descrição política.
Há uns anos afirmou, após a derrota afirmou “”Não vou estar por aqui, mas vou andar por aí”.
Desta vez calou-se! Será que vai deixar de andar por aí?

*José Lagiosa, diretor beiranews.pt

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Plano 2020/30: Partidos pedem garantias, do SNS à aposta na ferrovia

Os partidos exigiram hoje ao Governo garantias sobre mais investimento público na saúde, na ferrovia e na soberania alimentar, com o PSD...

Idanha-a-Nova: Mulher detida por cultivo de canábis

O Comando Territorial de Castelo Branco, através do Posto Territorial da Zebreira deteve ontem, dia 22 de Setembro, uma mulher, de 47...

Covid-19: Museus e monumentos perderam 70% dos visitantes no 1.º semestre do ano

Os museus, monumentos e palácios nacionais registaram uma quebra de cerca de 70% de visitantes no primeiro semestre de 2020, comparando com...

Covid-19: Utilização de testes rápidos definida no final da semana assegura ministra

A utilização de testes rápidos de detenção de covid-19 será definida no final da semana por um conjunto de peritos, disse hoje...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: