Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Outubro 18, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

As surpresas do Centenário das Escolas na Linhaceira em Tomar

As surpresas do Centenário das Escolas na Linhaceira em Tomar
José Lagiosa

Um grupo musical espanhol, com o mesmo nome da aldeia tomarense, juntou-se de propósito para dar um concerto na Linhaceira dia 31 de Março.

Esta é uma das surpresas das comemorações, que incluem também o restauro de um filme com Raul Solnado gravado na escola local e na foz do rio Nabão nos anos 1950.

Um prémio literário, uma exposição, um livro e uma recriação da vida na aldeia há um século, fazem também parte do programa.

Foi apresentado na manhã de sábado, na sede da Associação de Pais local, o programa comemorativo do Centenário das Escolas na Linhaceira.

Na mesa estiveram os representantes dos vários parceiros da iniciativa: Lino Lopes, presidente da Direcção da ACR Linhaceira, Patrícia Homem, presidente do Conselho Executivo da Associação de Pais e Amigos das Escolas de Linhaceira, Nuno Garcia Lopes, coordenador das comemorações do Centenário, Hugo Cristóvão, vice-presidente da Câmara Municipal de Tomar e Carlos Rodrigues, presidente da Junta de Freguesia de Asseiceira.

A comemoração iniciou-se em 2013, quando passaram cem anos sobre a primeira deliberação de Câmara de construir a escola e culminará com os cem anos da sua inauguração em 1918, tendo tido como pontos mais visíveis a publicação dos livros “Linhaceira e as suas escolas” e “História de Asseiceira em miúdos”, bem como perto de 2000 artigos, numa cadência diária, no blogue Biblioteca de Temas Linhaceirenses, dedicado à História da aldeia e da freguesia, e que já teve mais de 270 mil visualizações.

A decorrer está também o Concurso de Fotografia Carnaval da Linhaceira, cujo prazo de entrega de trabalhos termina hoje.

Na apresentação foi desvendado o programa e reveladas as grandes surpresas preparadas pela organização.

A primeira vai ter lugar já este mês, na noite de 31 de Março, com um concerto no Multiusos pelo grupo Liñaceira.

Oriundo da Galiza, teve uma carreira com impacto na música popular daquela região espanhola há alguns anos, mas terminara entretanto.

Quando souberam da existência da aldeia com o mesmo nome e da comemoração do Centenário, foram as próprias intérpretes a sugerir a possibilidade de se voltarem a reunir propositadamente para darem ali um concerto.

Grupo Linãceira de Espanha

Outra revelação surpreendente é a da existência de um filme dos anos 1950, “Ar, água e luz”, com as participações de Raul Solnado e Armando Cortez, gravado na escola da Linhaceira e na foz do rio Nabão.

A película, de carácter pedagógico, abordava o ensino da natação, contando com a presença de Vasco Jacob, que ensinou gerações em Tomar.

Agora, numa parceria das quatro entidades com a Cinemateca, irá ser restaurada e depois apresentada publicamente, em data ainda desconhecida.

Para já, será em breve lançado o Prémio Literário A Escola, que terá um âmbito nacional, concelhio e de freguesia; bem como feita uma plantação simbólica de linho, a planta que tudo indica estar na origem do topónimo.

Outubro acolherá o momento principal das comemorações, para o qual está prevista uma exposição e o lançamento de um livro sobre a História local, mas também a recriação de uma aula e de um dia na aldeia há cem anos.

Para esta recriação, além da participação do Rancho Folclórico de Linhaceira e de outros agrupamentos etnográficos, foi lançado o repto a toda a população para se vestir à época e participar activamente na mesma.

No programa comemorativo integrar-se-á de igual modo o lançamento da obra de construção do Centro Escolar da Linhaceira, que se encontra apenas dependente do visto do Tribunal de Contas, uma coincidência temporal marcante quando a aldeia celebra o centenário daquele que foi o seu primeiro equipamento colectivo.

 

 

Comentar