20.4 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Junho 21, 2021
No menu items!
InícioCulturaFestival Literário de Castelo Branco conta com 15 autores e envolve 1.375...

Festival Literário de Castelo Branco conta com 15 autores e envolve 1.375 alunos

 

O Fronteira – Festival Literário de Castelo Branco, que decorre de dia 11 a 14, conta com 15 autores portugueses convidados e envolve 1.375 alunos de nove escolas, foi hoje anunciado.

A 6.ª edição do festival literário de Castelo Branco, começa no dia 11 e termina a 14, com os primeiros três dias a serem dedicados às escolas do concelho, onde os autores convidados vão interagir com 1.375 alunos pertencentes a quatro agrupamentos de escolas.

“Este é mais um festival que tem dois objetivos principais. O primeiro, em termos culturais, pretende consolidar o projeto e a estratégia delineada pelo município para o desenvolvimento do concelho. O segundo: enriquecer a atividade educativa dos agrupamentos de escola. Esta ligação [às escolas] é para nós fundamental”, afirmou o presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia.

O autarca, que falava no salão nobre dos Paços do Concelho, durante a apresentação do Fronteira, realçou a “forte ligação” do festival às escolas concelhias, desde a primeira edição.

Entre os 15 convidados desta edição estão nomes como Ana Margarida de Carvalho, António Mota, Filipa Melo, João Ricardo Pedro, José Carlos Vasconcelos, José Mário Silva, Maria Bouza, Maria João Lopes, Mário Augusto, Pedro Brito, Pedro Mexia e Rachel Caiano.

A programação inclui mesas de debate, apresentações e entrevistas de vida, visitas às escolas do concelho e um ‘workshop’ de ilustração.

O comissário do festival, José Pires, explicou que os primeiros três dias vão ser dedicados às escolas de Castelo Branco, sendo que, este ano, vão estar envolvidas nove escolas dos quatro agrupamentos e um total de 1.375 alunos, do 1.º ciclo ao secundário.

“Este projeto, desde o início, reconhece o trabalho feito nas bibliotecas das escolas de Castelo Branco e da biblioteca municipal. De todos os festivais com relações com escolas, este foi o primeiro a fazê-lo e os restantes nem sequer chegam a envolver um terço dos alunos do nosso”, afirmou.

José Pires explicou ainda que o dia 14 vai ser mais virado para a comunidade albicastrense, com um ‘workshop’ sobre ilustração a decorrer durante o período da manhã, na sala da nora.

O período da tarde, a partir das 15:30, é preenchido com um debate em torno dos 20 anos do Prémio Nobel de José Saramago, que decorre na biblioteca municipal de Castelo Branco.

Segue-se, pelas 16:30, o debate a “lusofonia é uma ficção?”, moderado por Pedro Vieira e que tem como convidados Filipa Melo e João Ricardo Pedro.

Uma hora depois, no mesmo espaço, decorre o debate “Que autores de língua portuguesa se perfilam como potenciais Nobel”, cuja moderação está a cargo de João Céu e Silva e que tem como convidados Pedro mexia e José Mário Silva.

A sessão de encerramento está prevista para as 18:30, com uma entrevista de vida ao jornalista Mário Augusto.

*Lusa / Foto: beiranews.pt

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: