11.7 C
Castelo Branco
Sexta-feira, Março 5, 2021
No menu items!
Início Nacional IPCB integra projeto FFAS - Sistema de Previsão e Alerta de Inundações...

IPCB integra projeto FFAS – Sistema de Previsão e Alerta de Inundações de Águeda


O Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB), juntamente com a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda (ESTGA), a Universidade de Aveiro, o Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria) e a Câmara Municipal de Águeda (CMA), propuseram-se desenvolver um sistema de previsão e alerta de inundações que permita, atempadamente, à proteção civil e aos munícipes tomarem as medidas preventivas necessárias.
O projeto FFAS – Sistema de Previsão e Alerta de Inundações para a Zona Urbana de Águeda, financiado pelo Programa Operacional Regional do Centro na sua componente FEDER, tem por objetivo contribuir para a prevenção dos efeitos das inundações e mitigar as perdas nas áreas propensas a inundações e surge após uma das inundações mais graves dos últimos anos que atingiu o município de Águeda no inverno de 2016.
Projeções recentes das alterações climáticas sugerem que as inundações tendem a ser mais frequentes.
O FFAS irá contribuir para a redução dos custos diretos tangíveis e intangíveis (danos físicos em edifícios e infraestruturas, a perda de vidas humanas e de recursos ambientais) e dos custos tangíveis e intangíveis indiretos (como a perda de produção de empresas diretamente afetadas pelas inundações e a inconveniência no pós-inundação).
A equipa do FFAS é constituída pelos investigadores Luísa Pereira, coordenadora do projeto (ESTGA), Paulo Fernandez (IPCB), Fábio Marques (ESTGA), Sandra Mourato (IPLeiria), Miguel Tavares (CMA) e pelos bolseiros Manuel Venâncio (ESTGA), Jorge Matos (ESTGA) e João Pescada (IPLeiria). Tem ainda como colaborador Alfredo Rocha (IEETA/CESAM-UA) e como consultor Chris Goodell (Kleinschmidt).

Paulo Fernandez do IPCB

O contributo do IPCB para o projeto encontra-se na sua “experiência na modelação hidráulica e avaliação dos riscos de inundação”, segundo o site da FFAS.
O projeto envolve conhecimentos científicos e técnicos, nomeadamente relacionados com a telemetria, deteção remota, bases de dados para gestão de grande quantidade de informação (Big Data) e programação de sistemas de informação (web e aplicações móveis).
Para além disso, é inovador na utilização de dados geográficos obtidos por drone, como LiDAR e imagens.
O sistema, baseado principalmente em software open source, está organizado em quatro etapas: preparação, previsão, alerta e divulgação.
O sistema de informação recebe e processa dados meteorológicos e hidrométricos, previsões de tempo e o modelo de superfície topográfica, entre outros dados, para produzir mapas de previsão de inundação e níveis de alerta que serão disseminados via web, dispositivos móveis e SMS.
Mais informações sobre o projeto, assim como alguns dados adicionais, podem ser encontrados em http://ffas.web.ua.pt

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: