11.3 C
Castelo Branco
Sábado, Fevereiro 27, 2021
No menu items!
Início Cultura Encerramento do Festival A Língua Toda nas Estações Ferroviária e Rodoviária albicastrenses

Encerramento do Festival A Língua Toda nas Estações Ferroviária e Rodoviária albicastrenses

Viagens Que Não Fiz, de Luísa Costa Gomes

O Festival de Língua Portuguesa – A Língua Toda 2018 encerrou onde começou, nas Estações Ferroviária e Rodoviária de Castelo Branco.
Foi ontem, dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro, que o Festival distribui textos de Luísa Costa Gomes, de Viagens Que Não Fiz, do premiado livro Contos Outra Vez.
A iniciativa começou em Alcains, nas paragens de autocarro do Largo de Santo António e do Chafariz Velho, passou pelo Átrio da Escola Nuno Álvares e terminou no Terminal Rodoviário oferecendo Livros e Textos aos Viajantes.
Esta foi, como a abertura no dia 3 de março, uma jornada simbólica de promoção e divulgação da Leitura em Viagem, e uma chamada de atenção às instituições do concelho para as mil e uma ideias que existem para a promoção da Leitura e da promoção da Língua Portuguesa fora das Bibliotecas.

Camões, versos XL, Castelo Branco

Recordamos que o Festival de Língua Portuguesa – A Língua Toda nasceu em Castelo Branco, no ano de 2009, para assinalar os 10 anos da editora e produtora de atividades culturais Alma Azul.
O Festival A Língua Toda regressa no próximo ano com a sua 10.ª edição que será especial e integrada nos 20 anos da Alma Azul
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: