Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Setembro 20, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Telma Monteiro é ‘carta’ mais forte em delegação de 15 judocas nos Europeus de Telavive

Telma Monteiro é ‘carta’ mais forte em delegação de 15 judocas nos Europeus de Telavive
José Lagiosa

Portugal apresenta-se com 15 judocas nos Europeus de Telavive, de 26 a 28 de abril, mas só quatro serão cabeças de série: Telma Monteiro, Sergiu Oleinic, Anri Egutidze e Jorge Fonseca.

“Aí poderão ter um sorteio um pouco mais favorável, na primeira ronda, o resto teremos que esperar pelo sorteio, para ver se será favorável para eles ou não”, começou por ilustrar à agência Lusa a selecionadora Ana Hormigo.

A antiga judoca e atual selecionadora, em cofunções com o japonês Go Tsonuda, contará em Telavive com sete judocas na competição feminina e oito na masculina, já contabilizando com a baixa de última hora de João Martinho (-90 kg).

Em Telavive, a possibilidade de Portugal trazer medalhas é sempre uma realidade, nem que seja por contar com Telma Monteiro, a judoca portuguesa com mais medalhas de sempre, mas Ana Hormigo admite todos os cenários.

“Não gostamos de estar logo a dizer que apontamos para uma medalha, mas também não podemos dizer que não apontamos para isso, porque temos aqui atletas — uma comitiva grande –, apesar de apenas quatro deles serem cabeças de série”, disse.

A selecionadora admite que ter Telma Monteiro na comitiva é sempre uma possibilidade de chegar ao pódio, embora assinale que nos restantes também é possível, estando o judo sempre condicionado ao sorteio.

“Estamos num período muito importante, a seguir ao Europeu começa o apuramento olímpico, será a última prova em que não vão acusar tanto o stress (…) tendo a Telma na comitiva podemos chegar sempre a um bom resultado, não dizendo que os outros não poderão aqui surpreender”, disse.

Telma Monteiro, com medalhas em todos os Europeus em que competiu (cinco de ouro, uma de prata e cinco de bronze), é a única cabeça de série no setor feminino, em que será sexta nos -57 kg, fruto do seu 12.º lugar no ranking.

Na comitiva, Joana Ramos (-52 kg) é igualmente olímpica e das mais experientes, mas a judoca, que tem duas medalhas em Europeus (2011 e 2017, prata e bronze), terá em Telavive a sua primeira prova, após longa recuperação de uma pneumonia.

A equipa feminina portuguesa fica completa com Joana Diogo e Catarina Costa (-48 kg), judoca, de 21 anos, que este ano foi medalha de ouro no Grande Prémio de Antalya e prata em Agadir, Mariana Esteves (-52 kg), Patrícia Sampaio (-78 kg), e a veterana Yahima Ramirez (-78 kg).

Nos masculinos, os cabeça de séries portugueses são os olímpicos Sergiu Oleinic (-66 kg) e Jorge Fonseca (-100 kg), e o jovem judoca do Sporting Anri Egutidze (-81 kg), de 22 anos, cujos recentes bons resultados lhe permitiram subir a 17.º do ranking.

“Ele o ano passado fez a estreia no Europeu de seniores, entra aqui pelos resultados que tem apresentado.

Apresenta-se como quarto cabeça de série, os seus adversários já vão estar mais atentos ao Anri, é um jovem que ainda tem muito para mostrar, temos que fazer reservas, é jovem, mas consegue ultrapassar qualquer adversário, mas tendo em atenção que é uma categoria bastante competitiva”, referiu a selecionadora.

O sorteio, que acontecerá na quarta-feira, será sempre um fator que pode condicionar o caminho que os 15 judocas lusos vão percorrer entre quinta-feira e sábado nos ‘tatamis’ do centro de convenções de Telavive. Portugal completa a sua equipa masculina com Gonçalo Mansinho (-60 kg), João Crisóstomo (-66 kg), Jorge Fernandes e Nuno Saraiva (-73 kg), e Tiago Rodrigues (-90 kg).

*Lusa / Foto: Tiago Petinga

Comentar