17.2 C
Castelo Branco
Terça-feira, Março 2, 2021
No menu items!
Início Regional Parque de Leilão de Gado da Beira Baixa assinala 2º aniversário

Parque de Leilão de Gado da Beira Baixa assinala 2º aniversário

Cerca de 3 mil animais já foram transacionados. O número de produtores da região que se apresentam nos leilões tem vindo a crescer e os arrematantes têm chegado de vários pontos do país, como Alentejo e Trás os Montes

O Parque de Leilão de Gado da Beira Baixa, instalado em Alcains, celebrou esta quinta-feira, dia 3 de maio, o seu segundo aniversário.
Em dia de leilão a Câmara Municipal e a Terras da Beira Baixa, convidaram os produtores da região, apresentantes e arrematantes, para um almoço de convívio, onde não faltou o bolo de aniversário.
Para o Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, Dr. Luís Correia, que é também Presidente do Conselho de Administração da Terras da Beira Baixa EM/SA, esta infraestrutura tem cumprido com os objetivos da sua criação.
“Os números mostram bem o quanto esta infraestrutura era necessária, e com este investimento suprimimos uma lacuna que existia na região”, afirma o autarca.
“O Parque tem-se revelado uma infraestrutura dinamizadora da atividade de produção de gado, e tem vindo a cumprir a sua missão de valorização da carne de bovino, criada na região” acrescenta o autarca.
Recorde-se que o primeiro leilão foi realizado em 28 de abril de 2016, tendo-se repetido todos os meses, totalizando nove nesse ano.

Parque de leilões da Beira Baixa situado em Alcains, concelho de Castelo Branco

Nos leilões realizados em 2016 foram transacionados 1.303 bovinos, numa média de 145 animais por evento.
Os animais procederam de 47 produtores do distrito de Castelo Branco, maioritariamente dos concelhos de Castelo Branco e de Idanha-a-Nova, e foram adquiridos por 34 arrematantes, originários de várias regiões do país, do Alentejo a Trás-os-Montes.
Em 2017, foram realizados, entre janeiro e novembro, onze leilões de gado bovino. Nesses leilões foram transacionados 1.460 bovinos, numa média de 133 animais por evento.
Os animais procederam de 54 produtores do distrito de Castelo Branco, maioritariamente dos concelhos de Castelo Branco e de Idanha-a-Nova, e foram adquiridos por 36 arrematantes, originários de várias regiões do país, do Alentejo a Trás-os-Montes.
 

 

 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: