19.3 C
Castelo Branco
Domingo, Junho 20, 2021
No menu items!
InícioNacionalLIVRE apela aos deputados que votem pela despenalização da eutanásia

LIVRE apela aos deputados que votem pela despenalização da eutanásia

Será debatida, hoje, na Assembleia da República a despenalização da eutanásia em Portugal.
O LIVRE considera, em comunicado que “a capacidade de decidir em consciência e liberdade sobre a própria vida é um direito fundamental e intransmissível”.
O Estado tem o dever de respeitar particularmente, tratando-se de uma escolha individual pelo fim do sofrimento pessoal, refere.
O LIVRE entende que “não sendo a eutanásia, quer ativa quer passiva, uma opção do ponto de vista médico, não se pode retirar ao indivíduo em sofrimento a possibilidade de decidir de forma informada sobre como pretende dispor da sua vida”.
Eutanásia tem origem no grego euthanasía, a boa morte, sem dor nem sofrimento.
Hoje, a palavra usa-se para denominar a morte assistida ou o suicídio assistido de uma pessoa que, padecendo de uma doença incurável, degenerativa, que a levará à morte depois de um período de grande sofrimento e perda de qualidade de vida, recebe apoio de um profissional de saúde para pôr fim à sua vida através da administração ou da facilitação da autoadministração de um fármaco letal.
Em países como Países Baixos, Bélgica, Suíça e Luxemburgo, a eutanásia é permitida.
Em Portugal é ilegal e configura crime, punível até 3 anos de prisão.
O LIVRE considera, ainda, que “a capacidade de decidir em consciência e liberdade sobre a própria vida é um direito fundamental e intransmissível, que o Estado tem o dever de respeitar particularmente, tratando-se de uma escolha individual pelo fim do sofrimento pessoal”.
Finalmente o LIVRE apela “aos deputados e aos partidos representados na Assembleia da República que votem a favor da despenalização da eutanásia.
 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: