21.1 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Outubro 19, 2020
No menu items!
Início Desporto Etapa Vida entre Sertã e Oliveira do Hospital com Presidente na caravana

Etapa Vida entre Sertã e Oliveira do Hospital com Presidente na caravana

A 80ª Volta a Portugal Santander promove a 4 de agosto uma homenagem solidária às populações atingidas pelos incêndios do ano passado.
Coincidente com a terceira tirada da competição, a decorrer entre Sertã e Oliveira do Hospital, a Etapa Vida vai ter a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.
Profundamente ligada ao território, a Volta a Portugal em Bicicleta é um dos mais importantes veículos de promoção local.
Com 90 anos de existência, é também um dos eventos desportivos de referência nacional decidindo a Podium Events, a entidade organizadora, juntar esforços para lembrar as vidas perdidas e as regiões desoladas, mas sobretudo para enaltecer a valentia dos que puseram mãos à obra com o objetivo único de reconstruir a vida.
O movimento de solidariedade vai intensificar a promoção dos territórios e ganhará um simbolismo extra com o apoio do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que fará o acompanhamento da Etapa Vida integrado na caravana.
Para tornar possível a iniciativa juntaram-se alguns dos patrocinadores da Volta – Santander, Liberty Seguros, altice, Jogos Santa Casa, Brisa – e ainda o Turismo do Centro e a Fundação do Desporto que financiam e oferecem a Etapa Vida aos concelhos do centro do país violentamente afetados pelo fogo.

Joaquim Gomes, diretor da prova

A caravana da Volta a Portugal Santander sairá, a 4 de agosto, da Alameda da Carvalha, na Sertã, pelas 12h30 para cumprir 175,9KM. Um percurso que passa por Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pêra, Lousã, Góis, Arganil e Tábua, terminará cerca das 17h30 na Rua D. Carlos Campos, em Oliveira do Hospital.

A 80ª Volta a Portugal Santander realiza-se de 1 a 12 de agosto de 2018.

“Ter tantas pessoas e entidades a apoiar dá-nos algum conforto. Este lado solidário do desporto está a contribuir de uma forma muito especial, sobretudo porque se trata de ciclismo que é uma modalidade muito popular e com muitos adeptos na região centro. Conseguir organizar uma etapa solidária, sem custos para os municípios afetados pelos incêndios, mostra bem que a organização está atenta aos problemas sociais que se passam no país”, refere José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã
“É com eterna gratidão que recebemos esta demonstração de carinho e solidariedade para com a população de Pedrógão Grande, que se reveste daquilo que mais precisamos, de nos movermos ao longo da Etapa da Vida, de reconstruirmos e continuarmos o desenvolvimento crucial das nossas vidas, com o mesmo empenho que temos tido até agora. Mas também é uma bonita homenagem àqueles que faleceram nos incêndios, bem como aos que lutaram com bravura para salvar tantos que hoje continuam bravamente a caminhar ao longo da sua etapa da Vida”, diz Valdemar Alves, presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande.
“A Volta a Portugal em Bicicleta é um evento desportivo de grande prestígio e de enorme significado para os portugueses. A decisão de criar a Etapa Vida constitui um gesto solidário que me deixa profundamente grato e reconhecido. Deixo o meu mais sentido agradecimento a Joaquim Gomes e à organização da Volta a Portugal em Bicicleta, por esta feliz decisão, na certeza de serem gestos como este que contribuem para o engrandecimento e notoriedade deste fantástico evento” , afirma Jorge Abreu, presidente da Câmara Municipal Figueiró dos Vinhos.
“É extremamente importante, continuarmos a aparecer e a dizer – Estamos cá, estamos vivos e vamos transformar esta tragédia em oportunidade. Os participantes da Volta vão ter a oportunidade de fazer a subida épica da Serra da Lousã onde se vão aperceber de que temos paisagens que não existem noutro local. Estamos a receber, estamos a dar aquilo que temos e iremos ter um retorno de visibilidade do que temos para oferecer nestes territórios”, garante Alda Carvalho, presidente da Câmara Municipal de Castanheira de Pêra.
“Na Etapa Vida celebramos, através do desporto, a coragem, a resiliência e a capacidade de ultrapassar dificuldades característica das pessoas, das empresas e das instituições dos territórios que viveram no ano passado um dos momentos mais negativos da sua história. Agradecemos à organização da Volta a Portugal a atenção e a disponibilidade para – simbolicamente e com um evento que é do agrado dos lousanenses – dar um sinal de apoio aos concelhos que acolhem esta etapa”, salienta Luís Antunes, presidente da Câmara Municipal da Lousã.
“Os incêndios que atingiram diversos concelhos do nosso país foram o mote para a escolha do nome desta etapa, mormente os seus sobreviventes, que, diariamente, lutam pela memória dos que lhes foram roubados e pelos bens de uma vida inteira que, em poucos minutos, se despedaçaram. A Câmara Municipal de Góis estará sempre ao lado de todos, pois as pessoas estão em primeiro lugar. Receber a Etapa Vida de tão célebre competição desportiva é uma honra e motivo de orgulho para todos os goienses”, reforça Maria de Lurdes de Oliveira Castanheira, presidente da Câmara Municipal de Góis.
“Esta etapa solidária é uma nobre e louvável iniciativa que vem reforçar o apoio e o espírito de generosidade de que o nosso concelho tem sido alvo desde o trágico incêndio de outubro do ano passado. Estamos certos de que participar na maior festa do ciclismo, nesta emblemática 80ª Volta a Portugal em Bicicleta, servirá de impulso e alento aos arganilenses nesta sua imperiosa missão de fazer renascer o concelho”, reitera Luís Paulo Costa, presidente da Câmara Municipal de Arganil.
“A Etapa Vida é uma iniciativa muito louvável e importante. Vem dar visibilidade a um território e a uma região que se está a reerguer depois de tudo o que aconteceu. Somos um concelho com vida, somos empreendedores e trabalhadores e esta etapa é mais um reconhecimento do que estamos a fazer. Por um lado, os órgãos de comunicação social vão passar esta mensagem de recuperação e as pessoas que vêm acompanhar a etapa vão verificar o sofrimento e a recuperação das nossas gentes”, reconhece Mário Almeida Loureiro, presidente da Câmara Municipal de Tábua.
“Numa altura em que ainda te mos bem fresco na memória a tragédia que se abateu sobre este município nos dias 15 e 16 de outubro, não posso deixar de felicitar o enorme gesto solidário que constitui a realização desta prova sem quaisquer encargos para os municípios. Apesar da tragédia que sofreu, a paisagem serrana, os rios de montanha, o património histórico, a gastronomia beirã e a hospitalidade das suas gentes, continuam ainda a fazer de Oliveira do Hospital um município de excelência. É com este tipo de eventos e de atitudes que se pode, efetivamente, contribuir para a dinamização dos municípios destruídos pelos incêndios, ajudando a minimizar o sofrimento de quem viveu, nesses trágicos dias, aquele que terá sido o pior momento das suas vidas”, conclui José Carlos Alexandrino, presidente da Câmara Municipal Oliveira do Hospital.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Covid-19: Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário de trabalho até 33%

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e...

EB Afonso de Paiva comemora Dia Mundial da Alimentação

Cultivar, Alimentar, Preservar. Juntos O Dia Mundial da Alimentação, 16 de Outubro, foi instituído pela Organização das Nações...

Papa Francisco e outros líderes religiosos rezam pelas vítimas da guerra e da pandemia

O Papa Francisco e líderes de várias religiões, entre os quais o patriarca ortodoxo Bartolomeu I, vão rezar na terça-feira na Praça...

João Sousa abandona encontro com Emil Ruusuvuori e falha torneio de Antuérpia

O tenista português João Sousa abandonou hoje o encontro de acesso ao quadro principal do torneio de Antuérpia, numa altura em que...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: