Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 11, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Jardim Terapêutico inaugurado no Hospital Amato Lusitano em Castelo Branco

Jardim Terapêutico inaugurado no Hospital Amato Lusitano em Castelo Branco
José Lagiosa

Foi em clima de festa que foi, ontem dia 15 de maio, inaugurado o Jardim Terapêutico, uma obra idealizada e concretizada, fundamentalmente pelos profissionais de saúde do departamento de Psiquiatria dos Hospital Amato Lusitano em Castelo Branco.

“Os homens sonham, as obras aparecem”, a frase que ilustra bem o resultado de um trabalho que cria melhoria de condições aos utentes da Psiquiatria do HAL.

Aspeto parcial do Jardim Terapêutico antes da inauguração

“Tudo começou há um ano”, relembrou o enfermeiro chefe João Roque.

Após uma conversa com o presidente do Conselho de Administração da Unidade local de Saúde, Vieira Pires, começou a aventura que culminou com a inauguração do espaço.

“Fazer das artes, terapias e fazer da terapia uma arte”, referiu João Roque para concluir que é necessário “desmistificar a Psiquiatria”.

O presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, Luís Correia, presente na cerimónia, aproveitou a ocasião para referir que “é este é um pequeno espaço, mas com um significado muito forte”.

Este foi, aliás, o mote para relembrar uma ida à Covilhã, que o surpreendeu, e onde constatou a qualidade e a dimensão do edifício do Departamento de Saúde Mental local.

“Um edifício tão grande com 15 camas”, o que comparativamente com o que existia em Castelo Branco, com um espaço exíguo dispunha de catorze camas.

José Carvalhinho, Lúcia Ginga e Patrícia Lucas Bernanrdo

“ A diferença de meios fez-me questionar como é que se fazia um trabalho, que se exige de qualidade, em Castelo Branco, com tamanha diferença de meios físicos”, salientou Luís Correia.

“E Castelo Branco tem essa qualidade”, acrescentou o edil.

“Não temos as condições ideais mas temos muito sentido de entreajuda”, acrescentou.

O Jardim Terapêutico é um espaço relativamente pequeno, mas é, seguramente um enorme salto qualitativo para os utentes da Psiquiatria do HAL e um importante instrumento para a qualidade dos serviços, aí prestados, pelos profissionais de saúde do Departamento.

*Fotos: Cortesia Patrícia Lucas Bernardo

 

 

 

 

 

Comentar