Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Outubro 22, 2018

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Luís Represas, Pedro Abrunhosa e Diogo Piçarra atuam na Feira Sabores de Perdição

Luís Represas, Pedro Abrunhosa e Diogo Piçarra atuam na Feira Sabores de Perdição
José Lagiosa

Luís Represas, Pedro Abrunhosa e Diogo Piçarra são os cabeças de cartaz da Feira dos Sabores de Perdição, que decorre entre os dias 25 e 27 de maio, em Castelo Branco, e que este ano foi alvo de algumas alterações e ajustes.

“Como todas as outras, a feira dos Sabores de Perdição tem alterações e ajustes muito fortes”, explicou no passado dia 14 de maio, em conferência de imprensa, o presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia.

O certame, que decorre sob o lema “Natureza, Sabor e Cultura”, irá fazer uma ligação às restantes feiras que se realizam nas freguesias do concelho de Castelo Branco.

O autarca realçou ainda a aposta num programa “ambicioso”, onde no capítulo cultural surgem nomes como Luís Represas, Pedro Abrunhosa e Diogo Piçarra bem como o envolvimento do Conservatório Regional de Castelo Branco em workshops ligados à música.

“As alterações introduzidas irão trazer outra dinâmica ao certame. Promovemos a economia, mas também as nossas apostas vão para a cultura, turismo de natureza e gastronomia”, disse.

A feira irá contar com um espaço dedicado à gastronomia com 10 restaurantes presentes e terá ainda uma área dedicada ao “show cooking” dentro da tenda, sendo que aqui será aliada a cozinha tradicional aos produtos de cada freguesia e, obviamente, onde não irá faltar também alguma inovação.

Luís Correia adiantou que o certame é composto por quatro espaços distintos, onde se incluem a tenda e espaços ligados à restauração, ao artesanato e outros produtos e o palco que irá ficar junto ao Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco.

“Nos anos anteriores tem corrido bem, com muitos visitantes e para este ano, esperamos também muitos visitantes. Daí as novas apostas, onde a gastronomia está muito presente em relação aos anos anteriores. Queremos também ajudar a promover os nossos produtos endógenos e a cultura gastronómica do concelho”, concluiu.

*Lusa / Foto. beiranews.pt

 

 

 

Comentar