23.8 C
Castelo Branco
Domingo, Junho 13, 2021
No menu items!
InícioNacionalPURP apoia protesto dos “Combatentes do Ultramar em Luta” no Palácio de...

PURP apoia protesto dos “Combatentes do Ultramar em Luta” no Palácio de Belém dia 10

O jardim fronteiro ao Palácio de Belém será palco, a 10 de junho, pelas 15 horas, de um protesto de um grupo de combatentes, auto proclamado CUL- Combatentes do Ultramar em Luta.

O grupo, entende “que chegou a hora, ao arrepio de interesses instalados, prestarem, também, homenagem aos seus camaradas já falecidos e, dar voz aos ainda vivos que, desde que regressaram do Ultramar com mazela graves (físicas e psicológicas), por terem sido votados ao ostracismo e entregues à sua sorte, por quem tinha a obrigação de os proteger e, nunca o fizeram”.
O CUL denuncia que os antigos combatentes “foram na sua juventude, sujeitos a vicissitudes várias, tipo; “carne para canhão” pelo Fascismo e, quase considerados traidores pela dita Democracia, ao invés, dos desertores, que foram recebidos pós 25 de Abril, como heróis”.
Antes não deixaram de assistir “com muito respeito ao evento dito oficial, que respeitamos mas, no nosso entendimento, não passa de um branqueamento à inércia, esquecimento  laxismo e desrespeito, como, desde sempre  foram tratados os Combatentes, com desfiles, ostentação de medalhas e puro folclore, que nada trouxeram de positivo à vida de milhares de Combatentes, porque, os reais problemas dos Combatentes, em mais de 4 décadas, foram de todo, ignorados, como o reconhecimento e respeito, de que são credores por parte da Pátria, e de quem os governou”.
O protesto, agora anunciado pelo CUL, conta desde já com o apoio do PURP que, em nota enviada à nossa redacção, subscrita pela sua Comissão Política Nacional, argumenta que “por sermos um Partido de Reformados que incorpora uma maioria de Combatentes, entre os seus Filiados e Simpatizantes, achamos, como dissemos atrás, darmos o nosso apoio, com a presença massiva destes nesse evento, por ser uma questão crucial e nuclear, que sempre presidiu à génese do PURP, como Partido de Causas e do Bem Comum”.
Refira-se que esta é a “1ª vez, que numa atitude genuína e, no cumprimento de um ato cívico, sem quaisquer apoio das Entidades Oficiais, onde se incluiu a Liga dos Combatentes, (instituição que não elegemos e não nos revemos) composta da elite de altas patentes militares, que até hoje, pouco ou nada fizeram em prol destes)  entenderam, que chegou a hora ao arrepio de interesses instalados, prestarem igualmente homenagem aos seus camaradas” referem no  mesmo documento.
*Foto:  geocaching.com
 
 
 
 
 
 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: