Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Maio 31, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Dias Templários de volta à cidade de Castelo Branco de 7 a 10 de junho

Dias Templários de volta à cidade de Castelo Branco de 7 a 10 de junho
José Lagiosa

Os Dias Templários de Castelo Branco estão de volta à cidade entre 7 e 10 de junho.

À semelhança de anos anteriores, a zona histórica da cidade de Castelo Branco vai acolher este mercado medieval, para o qual são esperados vários milhares de visitantes durante os quatro dias de realização.

O evento conta com um vasto programa de espetáculos e atividades alusivas à idade templária e é organizado conjuntamente pela ACICB – Associação Comercial e Empresarial da Beira Baixa, Câmara Municipal de Castelo Branco, Junta de Freguesia de Castelo Branco e pela Outrem – Associação de Defesa do Ambiente e Património.

Na antecipação desta iniciativa, Luís Correia, presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco apresentou-a como “mais um momento de dinamização da nossa cidade e do Concelho. Vamos voltar a ter um fim-de-semana com muito dinamismo e com muita vida na nossa cidade”.

Para o autarca esta iniciativa “constitui, desde logo, como objetivo, fazer a homenagem e irmos transformando a nossa cidade nos Dias Templários e por outro lado, dar mais uma oportunidade de venda e promoção dos nossos produtos endógenos e tradicionais”.

Sérgio Bento, presidente da Direção da ACICB, falou sobre a edição deste ano dos Dias Templários e das vantagens que a mesma acarreta para o Comércio de Proximidade.

Para o dirigente “este é um evento que tem evoluído ao longo dos anos, creio que já é uma marca da cidade de Castelo Branco. Aquilo que pretendemos com a realização da iniciativa tem dois aspetos muito importantes. Primeiro o aspeto histórico, a vertente pedagógica e depois aquela com que mais nos identificamos que é a parte comercial. Também aqui é criada uma dinâmica dos participantes que temos na feira, mas também em termos da envolvente da própria cidade. Quem vem visitar a Feira, acaba também por visitar a cidade e o Comércio Local”.

O dirigente deu conta das alterações que os Dias Templários de Castelo Branco irão ter este ano, nomeadamente, “no que respeita à organização da Feira. Vamos suprimir a Rua do Mercado”.

Sérgio Bento informou não se tratar de uma redução do evento, mas sim “de uma questão de reorganização porque temos percebido que a ocupação da Rua do Mercado traz alguns constrangimentos aos moradores e é isso que queremos evitar”.

“Vamos voltar a dar vida ao Miradouro de São Gens, vamos lá ter um espaço de restauração com algumas caraterísticas especiais que vão fazer com que todos queiram descer ao Miradouro para ver a transformação”, acrescentou. Para além das atividades de Restauração e Artesanato que todos os visitantes poderão encontrar nesta iniciativa, Sérgio Bento lembrou o Cortejo Medieval realizado pelos “alunos dos nossos agrupamentos. Vão partir do Centro Cívico fazendo um percurso pelas ruas mais antigas da Cidade, vão ter algumas atividades pelo caminho e depois vão terminar o Cortejo no Castelo onde também irão desenvolver algumas atividades”.

Este Cortejo terá lugar na sexta-feira, dia 08, com início marcado para as 10 horas.

Na sua intervenção, este responsável destacou ainda a existência de “transporte gratuito entre o Centro Cívico e o Castelo. Todos nós conhecemos a cidade. O Castelo é uma zona onde é muito difícil estacionar e aquilo que apelamos às pessoas é que utilizem o transporte gratuito. Ele estará a funcionar em permanência e por isso acaba por ser mais cómodo para quem visita”.

A sessão de apresentação dos Dias Templários de Castelo Branco contou também com a presença de José Carlos Moura, presidente da Direção da Outrem, que falou sobre a importância desta recriação histórica, referindo que “será já um lugar-comum falar da marca dos Templários. Todos nós temos conhecimento da importância dessa marca para a cidade”.

Nas suas palavras, “temos que nos lembrar da importância que, em determinadas épocas, o nosso Castelo e a nossa zona histórica assumiram. É sempre bom lembrar, daí que tentamos, sempre que possível, dentro da programação abarcar uma reflexão que tenha que ver com aquilo que aconteceu no séc. XII e no séc. XIII na nossa zona histórica”.

Ao tomar a palavra, Leopoldo Rodrigues, presidente da Junta de Freguesia de Castelo Branco, deu conta de que “uma das atividades que vamos desenvolver nos Dias Templários terá lugar no sábado e nós consideramos também de particular importância e que tem a ver com uma conferência cujo tema é «Património Templário: Identidade e Desenvolvimento».

Esta conferência assume-se como importante por duas razões: primeiro porque reflete sobre o Património Templário, a sua identidade e o desenvolvimento, sendo que o hoje o novo Templarismo se assume cada vez mais como importante; segundo, porque temos um conjunto de pessoas que eu reputo de muita importância”.

Ainda sobre a Conferência, o autarca indicou que “pretendemos também que esta conferência seja mais um passo no sentido daquilo que apresentámos já há alguns tempos como «Castelo Branco – Cidade Templária» e poderá ser um bom momento de reflexão acerca da importância de Castelo Branco enquanto território Templário”.

Na quinta-feira, dia 07 de junho, o horário de funcionamento é entre as 17h e as 24h, no dia 08 de junho, sexta-feira o evento decorre entre as 10h e as 02h, sábado, dia 09 o horário é das 12h às 02h e no domingo, último dia do evento, este estará em funcionamento entre as 12h e as 23h.

 

 

Comentar