Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Novembro 13, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Ponto de Vista… por Fernando Anastácio

Ponto de Vista… por Fernando Anastácio
José Lagiosa

Portugal e o abismo entre a cidade e a ruralidade

Há um abismo profundo entre o meio citadino e o rural neste Portugal que desejaria soberano e liberto da vigilância por parte dos credores internacionais.

Fernando Anastácio

Frequentando os dois meios, permite-me comentar que, em meio rural, o simples dizer ” olá, bom dia, como vai isso? ” origina um sorriso e uma expressão facial mais alegre a todos aqueles /as de rosto e mãos enrugadas, que convivem em cada hora com a solidão, muitas vezes esquecidos pela própria família, numa altura de suas vidas que deveriam abraçar com tranquilidade a última fase de sua existência.

Igualmente não excluo os idosos em meio citadino que no ruído se sentem sozinhos e tristes.

Em relação ao Ministério da Solidão, criado pela primeira – ministra britânica, a nível cá do burgo criaria em cada Distrito um Procurador do Ministério Público mais uma equipa competente de assistentes sociais e técnicas cuja actividade principal seriam as Famílias que (sobre)vivem, com problemas de vária ordem envolvendo todo o agregado familiar onde o elo mais fraco são os idosos.

Precisamos de maior visão de futuro e mais competência por parte dos políticos em quem delegámos o nosso quotidiano, será essa a função do PURP.

*Fernando Anastácio, conselheiro nacional do PURP

Comentar