6.1 C
Castelo Branco
Terça-feira, Abril 20, 2021
No menu items!
Início Cultura O livreiro José Ribeiro homenageado pela Alma Azul em Alcains no próximo...

O livreiro José Ribeiro homenageado pela Alma Azul em Alcains no próximo sábado

Homenagear José Ribeiro, um dos livreiros e editores mais importantes do país, é o propósito da Alma Azul que escolheu o dia 1 de setembro, às 18 oras para o fazer, em Alcains.
A data corresponde ao dia do nascimento de António Lobo Antunes, um dos autores mais relevantes da Língua Portuguesa, e que dedicou uma crónica ao livreiro com o título Homenagem a José Ribeiro, que podemos encontrar no seu primeiro Livro de Crónicas, de 1998, numa edição D. Quixote.
A sessão, do próximo sábado, no Salão Alma Azul, inicia-se com a leitura e distribuição por todos os presentes da crónica de António Lobo Antunes dedicada a José Antunes Ribeiro.
Será este o mote para falar de livros e livrarias e convocar também a memória de uma Viagem com Escritores que a Alma Azul realizou, em 2002, a Benfica, à Livraria Ulmeiro.
Nesse dia, o convidado especial da viagem dedicada à escrita de António Lobo Antunes foi José Ribeiro, que nos guiou pelo Bairro de Benfica, tão celebrado por Lobo Antunes na sua obra, seguindo depois o grupo de alunos e professores de Castelo Branco, Penamacor e Fundão, para a Praia das Maçãs, ao encontro de mais memórias e Leituras do autor de O Conhecimento do Inferno e O Esplendor de Portugal.
Dessa jornada, na Livraria Ulmeiro, ficou a admiração que anos mais tarde se transformou num convite para participar, enquanto autor e editor, no evento POESIA NO PARQUE, que a Alma Azul promoveu no Parque da Cidade de Castelo Branco, em 2010, com o apoio da Câmara Municipal.
Também em cima da mesa no próximo sábado, em Alcains, estará o livro Todos os Livros, Diz Ele, de 1999, em que José Antunes Ribeiro reúne 4 obras: Mar a Mar (1981); O Difícil Comércio das Palavras (1984); Fragmento e Enigma (1985) e Rio do Esquecimento (1993)
José Antunes Ribeiro fundou a Livraria Ulmeiro em 1969, espaço frequentado por Agostinho da Silva, José Afonso, Mário Viegas e António Lobo Antunes, entre muitos outros nomes que marcaram e marcam a vida cultural portuguesa.
Em 1970, a Editora Ulmeiro, que editou entre outros autores, Hélia Correia, Isabel Sá, Orlando Costa, Vasco Branco, António Ramos Rosa e António Salvado.
A sessão é gratuita e aberta a todos os interessados.
 
 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: