27.7 C
Castelo Branco
Terça-feira, Junho 15, 2021
No menu items!
InícioNacionalAutarca de Castelo Branco defende abolição de portagens como discriminação positiva

Autarca de Castelo Branco defende abolição de portagens como discriminação positiva

O presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, defendeu na última quinta feira que as portagens na autoestrada da Beira Interior (A23) devem ser abolidas, considerando que essa abolição seria uma verdadeira medida de discriminação positiva.
“Nós em Castelo Branco e na câmara municipal comungamos desta ideia de que as portagens devem ser abolidas. Esta defesa acontece porque essa abolição é uma medida de discriminação positiva e uma alavanca para o desenvolvimento de uma região como a nossa”, afirmou Luís Correia, reconhecendo que “nem todos comungam dessa ideia”.
O autarca socialista falava em Castelo Branco durante o debate nacional sobre as “Portagens e PPP Rodoviárias no Contexto do Desenvolvimento Regional”, promovido pela Plataforma pela Reposição das Scut na A23 e A25.
Luís Correia defendeu que, mais importante do que apontar culpas, é procurar um entendimento de que a defesa de medidas de discriminação positiva é importante para as regiões do Interior.
“A abolição pode ajudar à criação de postos de trabalho na nossa região e à criação de empresas em toda a região do Interior”, sustentou.
O presidente da câmara adiantou que quando se fala em verdadeiras medidas de discriminação positiva para o Interior há resistências.
“O pensamento de quem nos governa é dizer que esse é um investimento que não tem rentabilidade. Não podemos aceitar esse argumento”, concluiu.
Luís Correia realçou que não é com paliativos que se faz o desenvolvimento, mas com medidas que sejam importantes para o país para que este “não esteja inclinado para o mar”.
“O objetivo de abolir as portagens é importante para o desenvolvimento da região e do Interior”, reiterou.
A Plataforma de Entendimento para a Reposição das Scut na A23 e A25 integra sete entidades dos distritos de Castelo Branco e da Guarda: a Associação Empresarial da Beira Baixa, a União de Sindicatos de Castelo Branco, a Comissão de Utentes Contra as Portagens na A23, o Movimento de Empresários pela Subsistência pelo Interior, a Associação Empresarial da Região da Guarda, a Comissão de Utentes da A25 e a União de Sindicatos da Guarda.
*Lusa / Foto: António José

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: