16.2 C
Castelo Branco
Terça-feira, Junho 15, 2021
No menu items!
InícioNacionalBE contra encerramento do posto dos CTT em Belmonte

BE contra encerramento do posto dos CTT em Belmonte

O Bloco de Esquerda (BE) insurgiu-se hoje contra o anunciado encerramento do balcão dos CTT em Belmonte, distrito de Castelo Branco, e afirmou que não irá aceitar a situação.
Numa nota de imprensa enviada à Lusa, a Comissão Coordenadora Distrital de Castelo Branco do BE considera que esta medida “é mais uma pedrada no charco, na tão aclamada, mas pouco realizada defesa do interior e das suas populações”.
“Sabíamos que com a privatização dos CTT não iríamos ter mais nem melhores serviços, uma vez que, como sempre, privados orientam a sua atividade pelo lucro e não pelo serviço às populações”, lê-se na nota.
A Câmara de Belmonte informou na sexta-feira que lhe foi dado conhecimento formal de que o posto de correios dos CTT de Belmonte está integrado no plano de reestruturação da empresa, que prevê para este ano o encerramento de 22 lojas dos CTT com menos procura.
A autarquia, que é liderada pelo socialista António Dias Rocha, repudiou esta situação e anunciou que irá dar conta da sua indignação à administração dos CTT e ao primeiro-ministro, António Costa, a quem exigirá “um empenhamento maior do Governo na defesa da manutenção das instituições de interesse público nas terras do interior”.
Na posição hoje divulgada, o BE também afirma que não se pode defender uma discriminação positiva das populações do interior do país e depois acabar-se com serviços públicos: “É mostrar vontade de dar com uma mão, mas retirar com duas”.
“O BE não irá aceitar esta situação, ainda para mais quando falamos de Belmonte, que é sede de concelho”, acrescenta.
Os bloquistas realçam ainda os lucros dos CTT e dizem que os dividendos “que foram alarvemente distribuídos pelos acionistas dariam para manter os balcões de Belmonte, Vila Velha de Ródão e tantos outros”.
“Acabe-se com a privatização dos CTT e entenda-se de uma vez por todas que há empresas cujo sentido de existência não é só por si apresentar lucro, mas um muito mais nobre: servir as pessoas. E os CTT desta forma não estão, mas deveriam estar nesta categoria”, concluem.
*Lusa / Foto: Arquivo

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: