9.4 C
Castelo Branco
Segunda-feira, Novembro 30, 2020
No menu items!
Início Cultura Governo está a cumprir reversão dos cortes às fundações

Governo está a cumprir reversão dos cortes às fundações

A ministra da Cultura, afirmou hoje, no Museu do Douro, que o Governo está a cumprir o compromisso de reverter os cortes financeiros nas fundações e desafiou ao alargamento dos parceiros privados desta instituição, com sede na Régua.
A ministra da Cultura, afirmou hoje, no Museu do Douro, que o Governo está a cumprir o compromisso de reverter os cortes financeiros nas fundações e desafiou ao alargamento dos parceiros privados desta instituição, com sede na Régua.
Graça Fonseca anunciou um aumento da dotação para a Fundação Museu do Douro para os 440 mil euros, em 2019, e garantiu que o objetivo é atingir os 500 mil euros, que era a comparticipação estatal antes dos cortes na altura da ‘troika’.
“Ao longo do mandato deste Governo foi assumido o compromisso com as diversas fundações nas quais o Estado está presente, através do Governo, de reverter progressivamente os cortes”, afirmou a governante, após uma reunião com a Fundação Museu do Douro, na cidade de Peso do Régua, distrito de Vila Real.
A dotação estatal para a Fundação Museu do Douro sofreu, em 2013 e durante o Governo PSD/CDS-PP, um corte dos 500 mil euros para os 350 mil euros, à imagem do que aconteceu com outras fundações no país.
Da mesma maneira que “há o desafio ao Governo de que mantenha o aumento da comparticipação pública”, Graça Fonseca lançou o desafio para, em conjunto, se trabalhar para “alargar a rede de mecenas e de parceiros privados nesta fundação”.
O objetivo é, segundo a ministra, uma “diversificação das fontes” e “criar novos públicos”.
O Estado deve ao Museu do Douro uma parte do orçamento relativo a 2015, no entanto, Graça Fonseca referiu que esta “questão vai ser resolvida em dezembro”.
A Fundação Museu do Douro foi criada a 23 de março de 2006, pelo Decreto-Lei nº 70/06.
Fazem parte do conselho de fundadores, para além do Estado, câmaras da Região Demarcada do Douro, outras entidades publicas e ainda privadas, como empresas do território.
O diretor do Museu do Douro, Fernando Seara, referiu que a “sustentabilidade do museu não advém só da dotação do Ministério da Cultura mas também da capacidade que o museu tem de mobilizar os privados e as outras instituição da região para serem mecenas e colaborarem com a instituição”.
A ministra visitou ainda novo circuito de visita “O outro lado do Museu”, que mostra os bastidores, como as oficinas de restauro e conversação.
*Lusa / Foto: JOSÉ SENA GOULÃO

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Vereadores do PSD visitaram o ...

Os vereadores do PSD visitaram no passado dia 28.11.2020, por solicitação dos mesmos, o Kartódromo de Castelo Branco, os quais contaram com...

Covid-19: Maior controlo nas fronteiras não foi eficaz para conter o vírus

O ministro da Administração Interna considerou hoje que o maior controlo nas fronteiras internas do espaço Schengen, durante os primeiros meses da...

Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Campanha dia 25 de novembro de 2020 Com o objetivo de assinalar o Dia Internacional para a Eliminação...

Idanha-a-Nova apresenta projeto “Gente Raiana”

Desenvolvimento social O novo projeto “Gente Raiana”, no âmbito dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social de 4ª Geração...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: