9.4 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Novembro 25, 2020
No menu items!
Início Cultura Miguel Gonçalves Mendes procura verbas para terminar filme "O sentido da vida"

Miguel Gonçalves Mendes procura verbas para terminar filme "O sentido da vida"

O realizador português Miguel Gonçalves Mendes avança hoje com uma campanha de angariação de 350 mil euros para poder terminar o filme “O sentido da vida”, com estreia prevista para julho de 2020.
Através da plataforma de financiamento coletivo Indiegogo, Miguel Gonçalves Mendes procura financiamento para fazer a montagem do documentário, uma vez que a equipa técnica está há três meses sem receber salários, como contou o realizador à Lusa.
Miguel Gonçalves Mendes critica a ineficácia de uma lei do mecenato em Portugal e lamenta que os empresários portugueses “desconheçam a palavra filantropia”, avançando agora para o pedido do financiamento coletivo pela Internet (‘crowdfunding’) para finalizar o documentário.
“O sentido da vida” foi rodado durante cinco anos e conta a história de Giovane Brisotto, um jovem brasileiro portador de paramiloidose familiar, a doença degenerativa de origem portuguesa conhecida como “doença dos pezinhos”.
Para a rodagem, Giovane Brisotto, Miguel Gonçalves Mendes e uma pequena equipa técnica viajaram mais de 56 mil quilómetros em vários países – Islândia, Japão, Brasil, entre outros -, percorrendo a rota de disseminação daquela doença.
Paralelamente, o documentário acompanha ainda a vida de sete figuras públicas, que se debruçam também sobre o sentido da vida: o escritor português Valter Hugo Mãe, o astronauta dinamarquês Andreas Mogensen, o juiz espanhol Baltazar Garzón, a artista plástica japonesa Mariko Mori, o compositor islandês Hilmar Örn Hilmarsson, o ator pornográfico Colby Keller e as então candidatas à presidência do Brasil Marina Silva e Dilma Russeff.
“Era o meu maior desejo: que as pessoas saíssem do filme com necessidade de mudar as suas vidas e mudar o mundo. E terem consciência real de que infelizmente o tempo está a contar. Ou somos felizes agora e lutamos por aquilo em que acreditamos ou não”, disse Miguel Gonçalves Mendes no verão de 2017 à agência Lusa, no final da rodagem, em Portugal.
Em 2015, em pleno processo de filmagens, Giovane Brisotto fez um transplante de fígado. O jovem brasileiro, engenheiro cartógrafo que aceitou dar uma volta ao mundo para melhor entender a doença, morreu em fevereiro deste ano, aos 31 anos.
“Este filme é também dedicado a demonstrar que é possível viver uma vida plena com uma doença incapacitante. Infelizmente, Giovane morreu depois desta jornada e por isso cabe-nos a nós preservar a sua memória e o seu legado”, escreve o realizador no texto que acompanha a campanha de financiamento.
“O sentido da vida” tem um orçamento total de 1,8 milhões de euros, com grande parte das verbas conseguidas com apoios financeiros em Portugal, Brasil e Espanha.
Na prataforma Indiegogo (https://igg.me/at/themeaningoflife/x/19956262) estão previstas várias modalidades de apoio à finalização do documentário. A campanha termina a 18 de fevereiro.
Miguel Gonçalves Mendes avançou para este projeto depois de ter feito o documentário “José & Pilar” (2010).
Da filmografia fazem parte ainda filmes como “Autografia” (2004), “Floripes” (2007), “Labirinto da saudade” (2018) e a série “Nada tenho de meu” (2013-2014).
O realizador tem ainda prevista a adaptação do romance “O evangelho segundo Jesus Cristo”, de José Saramago.
*Lusa / Foto: ARMÉNIO BELO

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Covid-19: Governo alerta 400 mil empresas para teletrabalho e máscara obrigatórios

O Ministério do Trabalho enviou hoje um e-mail a cerca de 400 mil empresas a alertar para a obrigatoriedade do teletrabalho nos...

Covid-19: Novos casos de infeção em Portugal descem há oito dias

Há oitos dias que o número de novos casos de infeção com o novo coronavirus revela um decréscimo, registando hoje 3.919, um...

DCA Talks: “Infográficos e animações na National Geographic”

Promovidas pela área do Design de Comunicação e Audiovisual da Escola Superior de Artes Aplicadas do IPCB, as DCA Talks têm como...

proTEJO e o município de Vila Franca de Xira convidam a cidadania a refletir sobre o controlo e a fiscalização da qualidade da água

O proTEJO – Movimento pelo Tejo e o Município de Vila Franca de Xira convidam os cidadãos e as populações ribeirinhas da...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: