Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Julho 12, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova comemorou o seu 27º aniversário

Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova comemorou o seu 27º aniversário
José Lagiosa

A Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova do IPCB celebrou o seu 27º aniversário no passado dia 6 de dezembro.

A Sessão Solene Comemorativa decorreu no auditório Professor Domingos Rijo, contando com a presença de representantes da sociedade civil, de instituições de ensino superior da área de atuação da escola, de diretores de escolas superiores do IPCB, docentes, alunos e colaboradores.

Após um breve momento musical pela Filarmónica Idanhense, a diretora da Escola Superior de Gestão iniciou a sua intervenção relembrando que “Celebramos hoje o vigésimo sétimo Aniversário da Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova. Na verdade, celebramos mais do que isso. Comemoramos 27 anos de ensino superior em Idanha-a-Nova”.

Sara de Brito Filipe, falou do acompanhamento da instituição na adequação das formações que leciona e das dificuldades inerentes ao facto de estar no interior “Temos procurado adaptar-nos às exigências do mercado de trabalho e às necessidades da região onde nos inserimos. Já este ano letivo, iniciámos duas novas formações: a licenciatura em Gestão, com dois ramos: Contabilidade e Recursos Humanos; e o Mestrado em Solicitadoria Empresarial. Ainda assim, continuamos atentos a novas oportunidades de formação”.

Sara de Brito Filipe, diretora da Escola Superior de Gestão no uso da palavra

Referiu que a Escola está também empenhada no acompanhamento dos alunos e, nesse sentido, está a “construir mecanismos de monitorização que permitam identificar possíveis casos de abandono escolar”.

Destacou ainda a importância das parcerias, referindo como exemplos, o Master Executive em Gestão de Unidades de Turismo em Espaço Rural, uma parceria entre o IPCB, o Instituto Politécnico do Porto e a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril com o apoio da Federação Portuguesa de Turismo Rural e da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova.

O presidente da Associação de Estudantes, Tomé Madeira, dirigiu os parabéns à ESGIN, citando Antoine de Saint-Exupéry “Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós”.

Referiu que na ESGIN valorizam-se as pessoas, a solidariedade e a humanidade e que a formação é feita para pessoas, sem discriminações e para diferentes estratos sociais. “Isto é a ESGIN”, termina.

O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, começou por cumprimentar toda a plateia e convidados, congratulando a ESGIN por mais um aniversário.

Manifestou ser objetivo da autarquia, a continuidade do apoio e total empenho na prossecução dos objetivos da Escola Superior de Gestão, também no que refere aos apoios concedidos aos alunos e à transformação do Monsanto GeoHotel Escola em Bio Hotel Escola.  Agradeceu todo o trabalho efetuado pela anterior diretora da ESGIN, Ana Rita Garcia e a todos os docentes ”que fazem da escola, uma boa escola”. Agradeceu também ao IPCB por todo o seu apoio e força.

O presidente do IPCB, António Fernandes, começou a sua intervenção felicitando a ESGIN pelo trabalho desenvolvido ao longo dos anos onde se formaram cerca de 3000 profissionais.

“É algo muito relevante, e deve ser motivo de orgulho para aqueles que aqui exerceram e exercem cargos de gestão, para os professores e funcionários que aqui estiveram e aqui estão diariamente a dar o seu melhor. É motivo também de orgulho para os atuais estudantes da ESGIN”.

Referiu-se de seguida aos desafios apontados à ESGIN aquando da tomada de posse da Diretora Sara Filipe, congratulando-se com o facto de alguns já estarem a ter resposta por parte da Escola. Salientou ainda a necessidade de o IPCB fazer uma reflexão da estrutura organizacional que melhor responda aos novos desafios.

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, começou por esboçar a história do Ensino Superior em Portugal, mais concretamente o aparecimento das Instituições de Ensino Superior Politécnicas, aquando o desaparecimento das Escolas Industriais, enquadrando a adicional relevância destas instituições no interior do país.

“Como antigo presidente de uma instituição de ensino superior politécnica no interior do país, sei bem as dificuldades e a luta pela defesa do Ensino Superior no interior do país”. “Felicito a ESGIN pelo seu aniversário e por ter conseguido lutar contra as contrariedades”.

“Antigamente ter um curso de Ensino Superior, era uma forma de ter um bom emprego e uma vida confortável. Mas isto numa altura em que existiam apenas 30.000 alunos no Ensino Superior. Hoje em dia, um curso de Ensino Superior é peça acessória para a vida profissional”.

Mencionou também que “A escola tem um desafio pela frente, o combate à desertificação para ter uma região com pujança, onde não basta só ter um curso, mas também emprego e qualidade de vida. Os nossos jovens são mais exigentes agora do que o eram na nossa altura”.

Concordou com os desafios lançados pelo Presidente do IPCB à ESGIN, pois “o papel das instituições não é só abrir vagas e receber alunos.”

Terminou anunciando estar nos seus planos, implementar um programa entre Institutos Politécnicos e o Ensino Profissional, de forma a não só valorizar o Ensino e motivar os jovens a prosseguir estudos, como também numa tentativa de atingir um sonho seu de “um Ensino Superior excedentário em Portugal”.

A Sessão Solene Comemorativa do 27º aniversário da ESGIN-IPCB contou ainda com uma homenagem à anterior diretora da escola, Ana Rita Garcia, a entrega dos Diplomas do Master Executive em Gestão de Unidades de Turismo em Espaço Rural e os parabéns cantados pelas Adufeiras de Idanha-a-Nova.

 

Comentar