12.2 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Dezembro 3, 2020
No menu items!
Início Nacional Coletes amarelos em Lisboa e Porto desmobilizam sem registo de incidentes

Coletes amarelos em Lisboa e Porto desmobilizam sem registo de incidentes

Os protestos dos “coletes amarelos” que ainda se mantinham na tarde de hoje, em Lisboa e no Porto, já terminaram, sem que se tenha registado qualquer incidente, disse à Lusa a Direção Nacional da PSP.
Segundo a mesma fonte, em Lisboa, pelas 17h00, os 60 manifestantes que ainda se concentravam junto à rotunda do Marquês de Pombal e em frente à Presidência da República, em Belém, começaram a desmobilizar.
Já Porto, os cerca de 50 “coletes amarelos” que desde hoje de manhã estiveram concentrados, realizaram à tarde um desfile por algumas ruas da cidade, manifestando-se contra a corrupção em Portugal.
Depois de terem passado toda a manhã na Avenida dos Aliados, os manifestantes iniciaram cerca das 15h00 um desfile até à zona da Ribeira, sempre acompanhados por agentes da PSP.
Transportando faixas onde se lia “lutamos pelos portugueses”, “basta de corrupção” e “exigimos justiça”, os “coletes amarelos” fizeram o percurso em fila indiana pelos passeios e gritaram “corrupção aqui não”.
Ruidosos, mas pacíficos, os ‘coletes amarelos’ regressaram em marcha lenta à baixa da cidade, distribuindo panfletos e com lamentos pelo “desinteresse dos sindicatos”.
Acompanhados por cerca de 20 agentes da PSP, terminarem o desfile na Avenida dos Aliados, onde, após uma breve reunião para combinar a concentração da próxima semana, acabaram por desmobilizar.
Durante a manhã, concentraram-se cerca de 40 manifestantes em Aveiro e 15 na cidade de Braga, que distribuíram panfletos.
Em Aveiro, os “coletes amarelos” concentraram-se pelas 10h00 na rotunda do Rato, na antiga Estrada Nacional n.º 109, e caminharam depois em direção ao Mercado Manuel Firmino para sensibilizar mais pessoas para esta causa, distribuindo panfletos com as suas reivindicações.
Em Faro, outra das cidades em que estava previsto haver concentração, a Lusa constatou esta manhã na Avenida 5 de Outubro, não haver manifestantes, apenas agentes policiais e jornalistas.
O protesto de hoje dos “coletes amarelos” é o segundo ocorrido em Portugal, depois de no dia 21 de dezembro de 2018 várias concentrações terem tido uma fraca adesão, apesar de provocarem constrangimentos no trânsito em algumas cidades.
Os protestos têm sido convocados através das redes sociais, com inspiração nos movimentos contestatários em França, propondo, por exemplo, reduções de impostos ao nível dos combustíveis, da eletricidade e das micro e pequenas empresas, bem como o aumento do salário mínimo e das reformas.
Em dezembro, quatro pessoas foram detidas em Lisboa, por resistência e coação às autoridades, e 24 manifestantes foram identificados em todo o país, segundo a PSP.
*Lusa / Foto: LUÍS FORRA

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Covid-19: Epidemia atingiu o pico em Portugal no dia 25 de novembro

A epidemia de Covid-19 atingiu o pico da sua incidência em Portugal no dia 25 de novembro, verificando-se já uma tendência de descida, disse...

Covid-19: Disponibilidade dos farmacêuticos e das farmácias

VACINA COVID-19 No momento da elaboração do Plano de Vacinação contra a Covid-19, os Farmacêuticos e as Farmácias afirmam publicamente a sua disponibilidade para integrarem...

Rangel lança serviço de grupagem ‘Connecting Africa’

SOLUÇÃO RESPONDE ÀS CONTINGÊNCIAS IMPOSTAS PELA PANDEMIA A Rangel Logistics Solutions (RLS) anunciou recentemente o lançamento do serviço “Connecting Africa”, uma solução que se dedica às importações...

ESCLARECIMENTO: Gabinete do Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital

ESCLARECIMENTO "Ao longo dos últimos dias têm sido sistematicamente veiculadas, nos noticiários de diversos órgãos de comunicação social, afirmações de membros do movimento autointitulado “a pão e...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: