11.7 C
Castelo Branco
Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023
No menu items!
InícioNacionalProdutores de espargo querem desconstruir ideia de vegetal gourmet

Produtores de espargo querem desconstruir ideia de vegetal gourmet

Os produtores nacionais de espargo estão apostados em  descontruir a ideia de que a utilização do espargo na gastronomia portuguesa se associa, exclusivamente, a uma vertente gourmet.
Durante o dia de ontem, dia 25, decorreu em Felgueiras, na Casa das Artes, o I Encontro Nacional dos Produtores de Espargo’, numa iniciativa organizada pela Cooperativa Agrícola – Terras de Felgueiras que pretendeu também alertar e sensibilizar o setor para a necessidade de profissionalizar a produção e comercialização do espargo em Portugal.
“Queremos despertar e fomentar o interesse pelo cultivo desta iguaria, evitando que se crie uma moda do espargo e que esta moda possa depois denegrir a cultura e todos os anos de esforço por parte dos empresários já instalados. O espargo nacional tem um enorme potencial, mas para isso temos de ser profissionais, desde a produção até à comercialização”, considera Rui Pinto, Diretor da Cooperativa Agrícola – Terras de Felgueiras.
O mesmo responsável reforça que “neste momento, podemos dizer que estamos no ano zero em termos de sensibilização por parte da gastronomia para com esta cultura. Ainda associamos muito o espargo a pratos mais elaborados de alta cozinha. Em Portugal, à exceção dos grandes centros – Lisboa e Porto -, o consumo deste vegetal é muito reduzido e os principais clientes do espargo nacional são Espanha e França, onde o espargo é um produto com muita aceitação, apreciado de várias maneiras e generalizado por toda a população”.
Originários da Ásia e cultivados desde a antiguidade, os espargos integram de diferentes formas as refeições, seja como entradas, sopas, saladas, acompanhamento de pratos elaborados ou sob a forma de soufflé.
Os espargos contêm diversas propriedades nutricionais que começam na proteína vegetal e no alto teor de fibras.
Mas há outros benefícios a ter em conta, como por exemplo: baixos em calorias, com apenas 20kcal em cinco espargos; isentos de colesterol; ricos em potássio, que desempenha um papel importante no metabolismo celular; importante fonte de fibras solúveis e de ácido fólico; ricos em vitamina C; fonte do complexo de vitamina B; contém antioxidantes e é uma fonte de ferro.
 
 

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: