Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Fevereiro 17, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Distribuição e bioecologia do percevejo asiático, inseto que se está a tornar uma praga de importância global, em análise na FCTUC

Distribuição e bioecologia do percevejo asiático, inseto que se está a tornar uma praga de importância global, em análise na FCTUC
José Lagiosa

“Distribuição e bioecologia do inseto polífago invasor percevejo asiático (Halyomorpha halys) na Europa – Um desafio para a produção integrada de fruteiras” é o tema do seminário que vai decorrer, no dia 25 de janeiro, às 11 horas, na sala 17 de Abril do Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).

A iniciativa, promovida pelo Centro de Ecologia Funcional (Centre for Functional Ecology – Science for People & the Planet) da FCTUC, tem como oradora Lara Maistrello, da Universidade de Modena e Reggio Emilia, Itália.

O percevejo marmoreado castanho, também conhecido como percevejo asiático, Halyomorpha halys Stal (Heteroptera, Pentatomidae), é um inseto polífago nativo da Ásia Oriental, que se está a tornar uma praga de importância global para muitas culturas agrícolas.

Adicionalmente, referem os responsáveis pelo seminário, “este organismo causa grandes incómodos domésticos, devido às agregações invernais densas dentro de estruturas feitas pelo Homem. O comportamento furtivo deste organismo permite-lhe passar despercebido em praticamente qualquer tipo de mercadoria, facilitando a disseminação assistida por seres humanos em todo o mundo, ameaçando, assim, o comércio internacional”.

Nos EUA, este inseto já causou perdas de milhões de dólares em culturas hortícolas e encontra-se atualmente em rápida disseminação na Europa, causando danos cada vez maiores, especialmente em pomares de fruteiras e em aveleiras. Devido à alta polifagia e elevada mobilidade de todos os estados do ciclo de vida, a gestão desta praga é particularmente desafiante.

Este seminário vai focar-se na “bioecologia do percevejo marmoreado castanho, mostrando os resultados da investigação realizada no norte de Itália, local onde se tornou uma das principais pragas de pomares frutícolas, tendo levado ao colapso dos programas de Gestão Integrada de Pragas existentes, adianta  o Centro de Ecologia Funcional da FCTUC.

Comentar