Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Setembro 21, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Metade dos políticos portugueses eterniza-se nos lugares

Metade dos políticos portugueses eterniza-se nos lugares
José Lagiosa

Real Associação da Beira Interior organiza palestra sobre sistema político

A voz popular de que os políticos portugueses são quase sempre os mesmos confirma-se.

Quem o garante é o investigador Jorge Fraqueiro na sua tese de doutoramento.

Quase 50% dos atores políticos permanece nos lugares por diversos mandatos e órgãos, havendo mesmo alguns que desempenharam funções por 17 vezes.

O perfil tipo do político português é de alguém do género masculino, com uma idade compreendida entre os 43 e os 52 anos de idade, advogado ou professor, licenciado e natural do distrito de Lisboa.

Algumas das conclusões e propostas da tese de doutoramento do investigador Jorge Fraqueiro foram apresentadas pelo próprio numa palestra que a Real Associação da Beira Interior, organizou dia 23 de janeiro, na Biblioteca Municipal de Castelo Branco, subordinada o tema “O Sistema Político Português, Renovação ou Estagnação.

Nesta III República, a estagnação dos atores políticos é notória, tanto no parlamento em Lisboa com nas várias autarquias locais.

Razoável assistência, pese embora a ausência de representantes do poder político autárquico. Da comunicação social assinala-se a presença de um único órgão, o beiranews.pt

Com tal situação política, repara-se na falta de interesse por parte dos cidadãos neste cenário político em Portugal, onde a abstenção tem sido o “partido” com mais “votação”.

Existe também uma grande disparidade nos círculos eleitorais a nível do interior do país onde há pouca representação política no parlamento em Lisboa, o que faz com que os distritos do interior de Portugal cheguem a ser esquecidos pelos governares em Lisboa.

O representante da Real Associação da Beira Interior, Rui Mateus, na sua intervenção inicial fez questão de reforçar a importância deste tipo de iniciativas como “reforço da democracia e da participação cívica”

O orador da palestra, na parte final, mostrou um leque considerável de entrevistados com nome sonante na política nacional, que terão também contribuído para a ótima avaliação pelo júri académico, tendo o trabalho sido considerado “um documento fundamental para o Portugal democrático”.

No final da palestra ouve intervenções por parte de pessoas que assistiram ao evento.

 

 

Comentar