22.7 C
Castelo Branco
Terça-feira, Junho 15, 2021
No menu items!
InícioInternacionalPonto de Vista... por António Justo

Ponto de Vista… por António Justo

Do cinismo do governo Turco contra os Cristãos

2.750 Mesquitas na Alemanha, mas Proibição de construir Igrejas na Turquia a Católicos e Protestantes

Na Turquia não há liberdade de religião. Os cristãos têm uma identificação especial no seu bilhete de identidade para que lhes sejam impossibilitadas posições mais elevadas na política, administração e militares. Bíblias e outra literatura cristã não podem ser distribuídas nas ruas, não pode haver festivais de rua cristãos etc.  Na Alemanha há liberdade religiosa, os políticos fomentam a construção de Mesquitas e o ensino muçulmano nas escolas. Ao contrário, na Turquia todos os alunos são obrigados a frequentar o ensino religioso muçulmano. Porque não se importam os políticos europeus por estabelecimento de reciprocidade também em questões religiosas? Deste modo haveria o fomento e a compensação de tolerâncias nos respectivos países.

António Justo

Depois de 100 anos, a Turquia também ainda não reconhece os Arameus ortodoxos cristãos como minoria, permitindo-lhe apenas agora a construção de uma Igreja em Istambul (Constantinopla) mas concretamente impossibilitando tal. 

 Das 100 parcelas de terreno onde seria possível a sua construção, as autoridades turcas fizeram uma proposta peçonhentada. Istambul disponibilizou para a construção da igreja precisamente um cemitério católico. Uma afronta à Igreja católica. A propriedade tinha sido dada de herança à igreja católica em 1868 por um paroquiano, mas em 1950 o Estado apoderou-se dela, encontrando-se desde então fechada. Desde a fundação da Turquia houve perseguição sistemática aos cristãos e hoje há pelo menos discriminação.

Por outro lado, a Igreja Católica espera desde há dez anos pelo cumprimento da promessa de Erdogan de autorizar à Igreja Católica a restauração da Igreja de S. Paulo em Tarso ou, pelo menos, construir uma igreja ao lado desse local histórico. A Turquia não reconhece a igreja como pessoa jurídica colectiva, o que possibilita às autoridades apresentar sempre questões de propriedade e questionar a existência de comunidades.

Católicos e Protestantes não podem construir Igrejas na Turquia enquanto que muçulmanos podem fazê-lo livremente na Alemanha. Para comparação: na Alemanha existem 45.000 igrejas cristãs, 130 sinagogas e 2.750 Mesquitas.

A maioria aramaica é constituída por cristãos ortodoxos. 50.000, emigraram da Turquia para a Europa; 3.000 permanecem na Turquia.

*António da Cunha Duarte Justo
Pegadas do Tempo, https://antonio-justo.eu/?p=5292

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: