22.1 C
Castelo Branco
Sexta-feira, Junho 18, 2021
No menu items!
InícioRegionalMontes da Senhora recebeu palestra sobre Estado Novo

Montes da Senhora recebeu palestra sobre Estado Novo

A Real Associação da Beira Interior, organizou uma palestra dia 24 de Fevereiro, palestra essa que teve o apoio da Junta de Freguesia de Montes da Senhora.

O evento foi organizado no Centro Paroquial de Montes da Senhora.

O orador convidado foi o teólogo, investigador, professor, cronista e historiador Florentino Vicente Beirão.

Na Mesa esteve, o orador e o representante da Real Associação da Beira Interior, Rui Mateus.

Oliveira Salazar, foi convidado em 1928 para ministro das finanças pelo governo de Vicente de Freitas, que era o presidente do concelho de ministros.

Oliveira Salazar foi ministro das finanças entre 1928-1932 e presidente do conselho de ministros de 1932 e 1968.

Em pleno Estado Novo, II República, Oliveira Salazar, no início dos anos 40 do Século XX, preocupou-se em enaltecer um regime nacionalista e autoritário e comemorar os aniversários dos centenários da independência e restauração de Portugal.

Na década de 50, por seu turno, no pós II Guerra Mundial, o regime do Estado Novo preocupou-se em instruir todo o Portugal Continental e do Ultramar, com esta situação criou Escolas Primárias e Postos Escolares.

A população em Portugal tinha uma taxa de 70% de analfabetização, o que era grave para um regime que se preocupou em industrializar o país.

Com a escassez Os professores eram escassos o que não estava de acordo com os parâmetros do regime, já que vários professores vinham do modelo da I República.

Criou as regentes escolares, que eram na maioria dos casos meninas solteiras e de bons costumes para época, com a instrução da 4ª classe que ganhavam metade do vencimento de um professor e não recebiam salário no período de férias escolares.

No Estado Novo havia o modelo de livro único que servia para todas as crianças, pois as famílias eram numerosas e de fracos recursos económicos.

A escolaridade obrigatória durante a II República passou da 3ª classe, para a 4ª classe e mais tarde passou para 6 anos.

Os exames da 3ª classe eram feitos nas escolas que os alunos frequentavam e os exames da 4ª classe eram feitos nas sedes de concelho.

O regime do Estado Novo preocupou-se em criar escolas para formar professores primários, como é o caso de Castelo Branco sede de distrito.

Durante a palestra, houve várias intervenções de pessoas que frequentaram a escola primária durante o regime do Estado Novo.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: