Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Fevereiro 23, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Sindicatos condenam votação do Parlamento e mobilizam contra as portagens dia 16 em Castelo Branco

Sindicatos condenam votação do Parlamento e mobilizam contra as portagens dia 16 em Castelo Branco
José Lagiosa

A União dos Sindicatos de Castelo Branco/CGTP-IN considera que a rejeição da proposta do PCP para a abolição das portagens na A23 e na A25 por parte do PS, PSD e CDS, “coligados na Assembleia da República, constitui mais uma demonstração do desprezo que estes partidos, do centrão dos negócios e dos interesses, têm para com o Interior do País”. 

“O voto contra do PS (que os votos dissidentes não escondem) e a abstenção do PSD e do CDS-PP, sendo diferentes na forma, tiveram o mesmo resultado na prática”, refere a estrutura sindical em comunicado.

 Se o PS tivesse votado contra e o PSD e o CDS-PP tivessem votado a favor da resolução a abolição era aprovada.

De igual modo, se o PS tivesse votado a favor, a abstenção do PSD e do CDS-PP de nada valia e a abolição era aprovada.

Luta contra as portagens na A23 e A25 continua este sábado

“Prova-se assim que PS, PSD e CDS-PP continuam a ser os “pais” das portagens e os carrascos do Interior do País, das suas populações, dos trabalhadores e da actividade económica”, acrescenta a União de Sindicatos.

Refira-se que a União dos Sindicatos de Castelo Branco/CGTP-IN sempre disse e refirma, no documento, que uma “proposta de resolução serve de pressão politica sobre o governo, mas o seu efeito é limitado já que mais não é que uma recomendação ao governo”.

Esta votação é para a União de Sindicatos, absolutamente irrelevante, já que ela “não nos fará recuar um milímetro na luta que vimos travando”., acrescentam os sindicalistas, no mesmo documento.

Finalmente a estrutura sindical relembra a importância da Acção Pública convocada pela Plataforma Pela Reposição das SCTU na A23 e na A25 para amanhã dia 16 de Fevereiro, pelas 15h30, na Cidade de Castelo Branco.

Comentar