22.7 C
Castelo Branco
Quinta-feira, Junho 17, 2021
No menu items!
InícioNacionalFrancisco Rodrigues é o novo Diretor da Escola Superior de Saúde Dr....

Francisco Rodrigues é o novo Diretor da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do IPCB

Francisco José Barbas Rodrigues é o novo diretor da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do IPCB.

A cerimónia de tomada de posse teve lugar no dia 1 de março, contando com a presença de representantes da sociedade civil, de empresas e instituições da região, do presidente, vice-presidentes e administradora do IPCB, ex-presidentes do IPCB e diretores das escolas superiores do IPCB, docentes, alunos e trabalhadores da ESALD-IPCB.

Após o momento musical, a cargo de Rui Amorim (guitarra) e Natalia Riabova (piano), e feitos os cumprimentos aos docentes, funcionários, estudantes e autoridades civis presentes, o presidente do Instituto Politécnico de Castelo Branco, António Fernandes, começou por referir que se trata de um novo ciclo de gestão “no processo de desenvolvimento da nossa escola”, saudando todos os que têm vindo a contribuir para o sucesso e reconhecimento da ESALD.

Deixou ainda um agradecimento especial aos anteriores diretores, em particular a Paula Sapeta e respetiva equipa, pelos quase nove anos em que esta conduziu os destinos da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias. “Foi um grande prazer trabalhar consigo”. 

António Fernandes felicitou Francisco Rodrigues, pela vontade e entusiasmo com que o docente, doutorado em Medicina Preventiva, Saúde Pública e Microbiologia pela Universidade de Salamanca, se apresentou às eleições, e Patrícia Coelho, que tomou posse enquanto Sub-diretora da ESALD – IPCB. “Certamente que darão o seu melhor”.

Com sete décadas de atividade e mais de 800 estudantes, “a ESALD tem grande atratividade no país”, pelo que “temos de continuar a potenciar esses resultados”, sendo necessária uma escola unida em torno de um projeto consolidado. 

Por fim, o presidente do IPCB anunciou a requalificação e jardinagem dos cinco hectares que compõem a zona envolvente à ESALD e ESART, fruto do projeto elaborado pela Escola Superior de Artes Aplicadas e a apresentar em breve à autarquia.

Em representação do município albicastrense, José Alves desejou a Francisco Rodrigues “as maiores venturas e melhores felicidades”, lembrando que este “pode sempre contar com a câmara municipal para superar os seus objetivos”. 

O vice-presidente da edilidade salientou ainda o espírito colaborativo existente numa escola que foi “a génese de todo o ensino superior em Castelo Branco”.

“Queremos continuar a ser lembrados pelos alunos que formamos. São eles que nos movem a fazermos mais e melhor”, reiterou Ana Maria Vaz, felicitando o único candidato que se apresentou ao Conselho de Representantes da ESALD, órgão presidido pela docente.

Tratando-se de um claro conhecedor da unidade orgânica do IPCB sobre a qual existem grandes expectativas sociais, “percebemos que as pessoas estão no centro do programa de ação para os próximos quatro anos”, pelo que “é importante o rejuvenescimento” dos recursos humanos.

Para além da atenção às necessidades formativas e às ordens profissionais, importa “reforçar a participação em projetos de investigação e desenvolvimento de modo a melhorar a competitividade”.

O presidente da Associação de Estudantes da ESALD agradeceu à diretora cessante por ter servido de guia para a comunidade estudantil.

Dirigindo-se ao novo diretor, Júlio Correia entende serem muitos os desafios que o recém-empossado enfrentará no seu primeiro mandato, mas “os estudantes depositam confiança em si, sabemos que tem capacidade para levar esta escola mais longe”.

Francisco Rodrigues com Patrícia Coelho

O diretor eleito da ESALD-IPCB considerou que a escola se tem mostrado uma escola dinâmica e capaz, e que “tudo farei tudo para contribuir para o futuro da instituição e que faça jus à sua história”.

Salientou ainda a importância de apostar “num crescimento sustentável, seguro, com passos sólidos”, destacando a importância de “trabalhar afincadamente para que os desafios se tornem estímulos e as ameaças oportunidades. Este deverá ser o espírito de todos, de forma colaborante e empenhada”.

Francisco Rodrigues manifestou a importância de a ESALD se assumir “como parceira de toda a comunidade, colocando ao serviço das pessoas e das instituições parceiras o que melhor tem e sabe fazer.

Deverá ser uma escola voltada para o futuro, aberta a todos, uma marca de confiança das várias vertentes da saúde”, terminando com um pedido para que “juntos consigamos colaborar na construção de uma instituição que cada vez mais no orgulhe e que seja o orgulho de todos”.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: