Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Outubro 15, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Freguesia espalha Poesia por Castelo Branco nos Dias da Cidade e da Poesia

Freguesia espalha Poesia por Castelo Branco nos Dias da Cidade e da Poesia
José Lagiosa

No âmbito das comemorações do Dia da Cidade e do Dia Mundial da Poesia, celebrados a 20 e 21 de março, a Freguesia de Castelo Branco levou a cabo uma pequena ação de divulgação dos poetas quinhentistas albicastrenses presentes no “Cancioneiro Geral” de Garcia de Resende.

De facto a vila quinhentista albicastrense e seu alfoz, até ao vizinho concelho das Sarzedas, fervilhavam de fidalgos poetas.

Este conjunto de poetas fundamenta um património identitário da nossa História literária local e regional que deve ser estudado, conhecido e divulgado.

O propósito da Freguesia de Castelo Branco, com esta iniciativa, é associar-se a esse caminho de estudo e divulgação iniciado pelo Eng.º Manuel da Silva Castelo Branco e pelo poeta António Salvado, a que “seguramente daremos continuidade através de ações junto dos cidadãos e principalmente, da nossa comunidade escolar”, refere uma nota da Junta de Freguesia.

Casa do Arco do Bispo

“Transcrevemos nos passeios da cidade e nas paredes da sede da Freguesia e da Casa do Arco do Bispo, versos dos poetas João Rodrigues de Castelo Branco, também conhecido por João Roiz de Castelo Branco, Rui Gonçalves de Castelo Branco, Garcia Afonso de Melo, João de Castelo Branco, Diogo de Menezes, Fernão da Silveira e Francisco da Silveira num gesto simbólico que reafirma e ilumina a nossa História e Identidade cultural albicastrense”, conclui a nota.

Comentar