Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Junho 26, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Feira do Livro de Tomar durante 12 dias na Levada com 24 apresentações

Feira do Livro de Tomar durante 12 dias na Levada com 24 apresentações
José Lagiosa

De 24 de Abril a 5 de Maio

Chegada à 10ª edição na sequência actual (a mais longa de sempre), a Feira do Livro de Tomar começa ao final da tarde de 24 de Abril com o regresso daquela que foi a primeira escritora a estar presente na edição inaugural do certame, Inês Pedrosa.

Mas haverá muito mais autores a circularem pelo Centro Cultural da Levada ao longo dos doze dias da feira, oriundos de áreas tão diversas como a música (António Manuel Ribeiro), o cinema (Mário Augusto), o desporto (João Marreiros) ou o jornalismo (Leonete Botelho).

Carlos Vale Ferraz, Ana Filomena Amaral ou Maria João Fialho Gouveia são outros nomes bem conhecidos da literatura que estarão presentes.

E um punhado de escritores tomarenses que cada vez afirmam mais a sua qualidade. Em ano de centenário, não faltará também um espaço dedicado a Sophia de Mello Breyner Andresen, com o visionamento de um documentário, em parceria com o Bibliotecando em Tomar, seguido de apresentação do nº 5 da revista de poesia Nervo, que faz capa com a autora de “No tempo dividido”.

A Feira do Livro decorre mais uma vez no espaço fantástico da Levada, onde o bucolismo do rio e a envolvência histórica e industrial criam as condições perfeitas para o convite à leitura.

À excepção do primeiro dia, abre às 10 horas da manhã aos fins-de-semana e feriados e às 13h30 nos restantes dias, prolongando-se até à noite.

No dia 24, a abertura oficial será às 18 horas, com a presença de Inês Pedrosa para apresentar o seu novo livro “O processo violeta”, um romance de tabus numa sociedade (Portugal do final dos anos oitenta) que escalava as paredes da modernidade.

Natural de Tomar onde só não nasceu por falta de maternidade, a escritora foi agraciada com a medalha de honra do Município no dia 1 de Março de 2016.

Também a 24, pelas 21 horas, Ana Filomena Amaral apresenta o romance “O diretor”, primeiro de uma trilogia dedicada aos problemas ambientais, neste caso mais concretamente ao mar de plástico dos oceanos.

O 25 de Abril será também ele devidamente assinalado, com a apresentação pelas 16 horas do livro “25 poemas de dores e amores”, de António Lúcio Vieira, Prémio Literário do Médio Tejo em 2017, seguido do recital “Poemas para mover o mundo” por O Contador de Histórias.

Na sexta-feira, dia 26, Maria João Fialho Gouveia passa pela Feira às 19 horas a propósito da sua obra mais recente, “Os Távoras”, enquanto às 21 o tomarense Vasco R. Marques apresenta “Colónia submersa”, um livro em jeito de ficção científica.

No sábado, 27, pelas 16 horas, o certame recebe Maria José da Silveira Núncio, autora de uma obra em que todos somos protagonistas, e cujas dicas para o dia a dia vamos acolher, “Os meus pais estão a envelhecer”.

À noite, pelas 21 horas, abre-se uma “Janela indiscreta” em que todos podem conversar com Mário Augusto, o jornalista português que tem entrevistado mais estrelas de cinema nos anos recentes. 

No domingo, 28, uma figura igualmente bem conhecida da televisão, Hélder Reis, trará à Levada o seu livro “Lendas, mitos e ditos de Portugal”. Isto às 16 horas, seguindo-se às 18 a presença da tomarense Elsa Ribeiro Gonçalves com as “Singularidades de uma mulher de 40”.

E tudo isto só nos primeiros cinco dias.

Ah!, é verdade, além destes há muitos mais livros que falam por si próprios e a preços convidativos de 24 de Abril a 5 de Maio nesta iniciativa do Município de Tomar e da Livraria Nova.

Comentar