Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Junho 3, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Fernando Namora revisitado em Tinalhas em sessão Alma Azul no dia 7

Fernando Namora revisitado em Tinalhas em sessão Alma Azul no dia 7
José Lagiosa

Numa parceria com a Associação Sumagre, a Alma Azul realiza no próximo domingo, dia 7, às 16 horas, no Salão da Junta de Freguesia de Tinalhas, uma sessão dedicada a Fernando Namora, que viveu na aldeia, em 1943 e 1944.

A sessão revisita a presença de Fernando Namora como médico e como escritor, pois foi em Tinalhas que escreveu a novela “Casa da Malta, que publica em 1945.

E é em Tinalhas, através da amizade com Manuel Vidal Almeida Lima, funcionário das minas da Mata da Rainha, que contata com o ambiente mineiro e com “a febre do ouro negro” (o volfrâmio), que transforma também num dos temas da sua obra: “As Minas de San Francisco”.

Fernando Namora em Tinalhas, além da medicina e da escrita, dedica-se também à pintura, e expõe pela primeira e única vez, em mostra individual, na cidade de Castelo Branco, no ano de 1944.

Auto retrato de Fernando Namora

Recordamos que Fernando Namora nasceu a 15 de abril de 1919, há precisamente cem anos, em Condeixa-a-Nova, e faleceu em 1989.

Além de Coimbra, Tinalhas e Monsanto, na Beira Baixa; vive e trabalha em Pavia, no Alentejo (1946), antes de se instalar definitivamente em Lisboa, onde exerce medicina no Instituto Português de Oncologia.

“Casa da Malta”, “As Minas de San Francisco”, “Retalhos da Vida de Um Médico” e “O Trigo e o Joio”, marcam na sua obra os Itinerários geográficos de Fernando Namora enquanto médico de aldeia.

É com esse Itinerário que a Alma Azul produziu a sessão dedicada a Fernando Namora, que apresenta no dia 7, em Tinalhas; e no dia 15 de abril, na Biblioteca Municipal da Guarda.

Recordamos que Tinalhas é um dos três “Itinerários literários” que a Alma Azul dinamiza em 2019.

Os outros são: a Praia da Granja (Sophia), no concelho de Vila Nova de Gaia; e a cidade de Beja (Cartas Portuguesas de Mariana Alcoforado), no Alentejo.

A sessão em Tinalhas é realizada em parceria com a Associação Sumagre, e com o apoio da Junta de Freguesia de Tinalhas.

Comentar