Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

BeiraNews | Maio 23, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Bibliomóvel apresentada no Congresso Nacional de Leitura da Colômbia

Bibliomóvel apresentada no Congresso Nacional de Leitura da Colômbia
José Lagiosa

A Bibliomóvel – Biblioteca Itinerante de Proença-a-Nova participou no 14º Congresso Nacional de Leitura da Colômbia, iniciativa integrada no programa da Feira Internacional do Livro de Bogotá (FILBO) que decorreu entre os dias 25 e 27 de abril.

Organizado pela Fundalectura/IBBY, o Congresso incidiu na temática “Lecturas Y Escrituras en Transito”, tendo a Bibliomóvel sido apresentada no painel “Ruralidade-Periferia”.

No dia 25 de abril, Nuno Marçal, bibliotecário itinerante, falou sobre a sua experiência ao volante da Bibliomóvel, naquela que é uma biblioteca que tenta ser (+) Próxima, (++) Humana e (+++) Útil.

“Foram dias intensos de troca de saberes e sentires em torno do papel social das Bibliotecas que vai muito para além dos livros e das leituras e na qual a Bibliomóvel de Proença-a-Nova tem tido um papel de destaque”, salienta Nuno Marçal.

Para além do Congresso Nacional de Leitura, a Bibliomóvel marcou presença em outras iniciativas em Bogotá no dia 29 de abril: foi apresentada na Universidade dos Andes, após convite endereçado no âmbito da Cátedra Fernando Pessoa, ministrada pelo Professor Jeronimo Pizarro, e que decorreu perante alunos e professores; e ainda na Colsubsidio, um fundo de pensões para assalariados colombianos com uma vasta obra social onde se incluem Bibliotecas e Bibliotecas Itinerantes.

Para além de conhecer alguns dos seus equipamentos culturais, Nuno Marçal falou sobre a Bibliomóvel aos funcionários responsáveis pelo funcionamento da rede de Bibliotecas Colsubsidio.

Para além destes eventos internacionais, a experiência da Biblioteca Itinerante de Proença-a-Nova também é partilhada dentro de portas.

No dia 9 de março, a Bibliomóvel participou no BICUL – Seminário Biblioteca, Inclusão, Cidadania, Universalidade e Leitura que decorreu em Alenquer.

“As comunicações e os projetos apresentados abordaram o papel importante das Bibliotecas como espaços públicos (talvez os únicos) por excelência de abrigo e defensores da Interculturalidade e da super diversidade, elementos que caracterizam as sociedades atuais e que têm tido alguma dificuldade em gerir e albergar essas diferenças”, recorda Nuno Marçal.

Nuno Marçal durante uma das sessões na Colômbia

Os projetos apresentados incluíram aqueles que têm o foco nas comunidades migrantes e nómadas, nos alunos com necessidades educativas especiais, nas literacias e competências digitais.

A Bibliomóvel foi apresentada no painel dedicado ao tema: “A inclusão no tereno: partilha de projetos”.

Comentar