Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 14, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Armindo Araújo e Ricardo Teodósio em duelo épico no Rali de Castelo Branco

Armindo Araújo e Ricardo Teodósio em duelo épico no Rali de Castelo Branco
José Lagiosa
  • Dois primeiros separados por 2,3 segundos após um dia de competição
  • José Pedro Fontes e Miguel Barbosa lutam pelo último lugar do pódio
  • Fernando Teotónio é o melhor do Campeonato Centro de Ralis

O campeão nacional em título, Armindo Araújo, e o actual líder do Campeonato de Portugal de Ralis, Ricardo Teodósio, estão a protagonizar um duelo sem par no Rali de Castelo Branco.

Realizadas cinco classificativas no primeiro dia de competição, é o piloto do Hyundai quem leva a melhor.

O antigo bicampeão do Mundo de Produção está na liderança com 2,3 segundos de vantagem para o rival que corre ao volante de um Skoda Fabia R5.

Ao longo dos primeiros quilómetros de competição, Araújo e Teodósio superiorizaram-se em relação à concorrência.

À semelhança do que aconteceu entre os dois pilotos que se destacam na frente, José Pedro Fontes e Miguel Barbosa discutiram o último lugar no pódio ao décimo de segundo.

Realizadas as três primeiras classificativas, estavam separados por apenas 0,2 segundos.

Foram necessárias as duas passagens pela super-especial “A Reconquista” para que os dois ficassem mais distantes, com vantagem para o piloto do Citroën C3 R5.

Barbosa é quarto, a 7,4 segundos do adversário que o antecede.

A fechar o lote dos cinco primeiros surge Bruno Magalhães.

Na estreia com o Hyundai i20 R5 em pisos de asfalto, o lisboeta tem sentido algumas dificuldades para acompanhar os quatro mais rápidos, mas apresenta uma evolução positiva constante.

“O balanço não é mau. Estamos a liderar mas é uma liderança que não é segura. Estamos a andar muito rápido, como o Teodósio também está a andar muito rápido. Os troços têm muitas ratoeiras. É fácil cometer um erro. Vamos continuar assim, a perceber o que podemos ganhar e ir, também, amealhando pontos das especiais que são importantes. Nada está decidido”, explicou o primeiro classificado, Armindo Araújo, que está longe de ter o triunfo garantido.

Os pilotos realçaram a rapidez com que os troços são realizados.

Todos o referiram e a média do mais forte comprova-o.

Ao fim de cinco troços, Armindo Araújo tem uma média superior a 106 km/h.

Este número é especialmente impressionante quando duas das três classificativas foram a super-especial “A Reconquista, desenhada nas ruas de Castelo Branco.

Na segunda posição, e a apenas 2,3 segundos do primeiro, Ricardo Teodósio acabou o dia satisfeito apesar de um susto no segundo troço.

“Numa zona muito rápida apanhei um susto. Depois fiz o resto a tentar respirar mais, a ver se conseguia andar mais rápido outra vez mas o Armindo ganhou-nos tempo. No terceiro, apertámos mais o andamento e ganhámos tempo. Pensei que íamos tirar mais, mas não conseguimos. Ganhámos a especial, é o que interessa”, explicou.

José Pedro Fontes, que já venceu por três ocasiões o Rali de Castelo Branco, acredita que pode ser mais forte este domingo.

“Não estamos com o ritmo que gostávamos de ter. Tivemos um problema nos travões. Vamos tentar resolver isso e vamos pensar em amanhã e tentarmos ir buscar um bocado mais de velocidade”, sublinhou.

Na luta entre os concorrentes com carros de duas rodas motrizes, Daniel Nunes, em Peugeot 208, é o mais forte.

O piloto surge no nono posto absoluto, logo a seguir aos mais competitivos R5, e tem quase meio minuto de vantagem para Gil Antunes (Renault Clio R3T).

Hugo Mesquita, também em Peugeot, é terceiro nesta categoria.

O Rali de Castelo Branco pontua para outros campeonatos e conta com vários concorrentes nessas competições.

Destaque para o Campeonato Centro de Ralis que também está a ser bastante disputado.

Concluída a dupla passagem pela super-especial “A Reconquista”, Fernando Teotónio, em Mitsubishi Lancer Evo IX, foi o mais forte e comanda com 2,5 segundos sobre Armando Carvalho que corre com um Mitsubishi Lancer Evo V.

Gonçalo Figueiroa, em Ford Escort MK II, ocupa o terceiro lugar, a 7,4 segundos do líder.

O Rali de Castelo Branco continua hoje com a realização de mais seis especiais.

O primeiro piloto sai para a estrada às nove horas e o vencedor deverá ser encontrado por volta das 15h30.

Comentar