Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Junho 2, 2020

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Mais de 250.000 visitantes nos Sabores de Perdição

Mais de 250.000 visitantes nos Sabores de Perdição
José Lagiosa

Terminou mais uma edição de Sabores de Perdição, certame que é já uma referência ao nível nacional.

O balanço é muito positivo, sendo que em 2019 o evento ganhou maior dimensão temporal, prolongando-se ao longo de 11 dias e envolveu mais espaços, nomeadamente a Rua Rei D. Dinis.

Organizado pela Câmara Municipal de Castelo Branco o certame apresentou vários espaços e dinâmicas distintas que fizeram sobressair o seu caráter versátil e abrangente.

Para Luís Correia, presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco “pretendemos, com os Sabores de Perdição, ser uma referência no que respeita a certames do setor agroalimentar, com capacidade para descentralizar a oferta nacional”, reforçando a importância que o evento tem na coesão territorial e na estratégia de desenvolvimento económico e turístico do município.

Com cerca 130 expositores, o evento superou os números de anos anteriores e contou com mais de 250.000 visitantes [estimativa da autarquia], provenientes de vários pontos do país e de Espanha.

Quando inquiridos sobre a forma como tiverem conhecimento do evento, os visitantes não residentes referiram, como canais de comunicação, a rádio, outdoors e os jornais.

Cerca de 250.000 visitantes no certame de Castelo Branco

Em suma, entre grupos itinerantes, bandas locais, animação de rua, espetáculos de fogo, dança, magia, atividade física, showcookings, entre outras, foram realizadas mais de 80 performances e atividades durante 11 dias de certame.

A destacar a dinâmica do Pátio Z, onde foram pintados 8 painéis e onde atuaram de forma programada e espontânea vários artistas.

Referência ainda para o Encontro “Desenhos com Sabor” que reuniram mais de 65 desenhadores provenientes de várias localidades de Portugal e Espanha.

Entre os dois fins de semana decorreram várias dinâmicas, nomeadamente a diplomacia com Sabor que levou a cabo 2 dias de atividades com as embaixadas da China e de Angola e com o consulado de Angola, a parceria com a ULS/USF no dia da saúde com sabor, ou a parceria com o CATAA e a Inovcluster no dia do conhecimento com sabor.

Os Sabores de Perdição receberam, pela primeira vez, o selo de Ecoevento com certificação Valnor e a forte orientação para a sustentabilidade e reutilização foi visível em todo o evento.

A organização disponibilizou a todos os visitantes copos de papel, fomentou a aquisição de copos de acrílico inquebrável, distribuiu ecopontos por várias zonas do recinto, capacitou expositores e equipas envolvidas e criou ainda postos de abastecimento de água gratuitos.

No que respeita à avaliação geral do evento pelos expositores a opinião foi consensual com cerca de 90% a considerarem o evento “Excelente” e “Muito Bom” nos parâmetros analisados.

Já no que respeita ao volume de vendas, os inquiridos revelaram-se satisfeitos com os valores de faturação apresentados que para muitos “superaram as previsões iniciais”.

Os Sabores de Perdição já têm data marcada e para o ano o certame realiza-se entre os dias 29 de maio e 7 de junho no local habitual, Largo da Devesa em Castelo Branco, dias em que a natureza, a cultura e, claro está, os melhores sabores da região estarão em destaque.

Comentar