Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 11, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

Candidatura “Semear para Integrar +” aprovada

Candidatura “Semear para Integrar +” aprovada
José Lagiosa
Pub

Amato Lusitano – Associação de Desenvolvimento

A Amato Lusitano – Associação de Desenvolvimento (ALAD) é uma associação privada sem fins lucrativos, que desenvolve um trabalho de intervenção social, nas necessidades identificadas dos grupos mais vulneráveis, com problemas sociais e em situações de risco em Castelo Branco, a fim de promover a sua inclusão social, igualdade de oportunidades e/ou de gênero, e à não discriminação, através da valorização pessoal, familiar, social e profissional.

Foi nesta premissa que a Amato Lusitano – Associação de Desenvolvimento se candidatou ao projeto “Semear para Integrar +” tipologia 3.08 Inserção socioprofissional da comunidade cigana financiado pelo POISE e com o ACM – Alto Comissariado para as Migrações como Organismo Intermédio, para que, numa lógica de trabalho de continuidade do projeto “Semear para Integrar” ( financiamento FAPE 2018/2019 – que permitiu a criação da primeira associação cigana em Castelo Branco, a ACA – Associação Cigana Albicastrense) se continuasse com o trabalho de intervenção junto desta comunidade.

Nesta linha, o projeto será objetivado com a criação de um gabinete em itinerância denominado “Gabinete Semear para Integrar” onde se espera desenvolver ações de orientação profissional, que consistem na realização de entrevistas e avaliação, diagnóstico de competências e coaching/mentoria que irão permitir encaminhar o/a candidato/a para uma resposta mais ajustada ao seu perfil.

Um dos percursos sobre o qual o projeto irá incidir com maior enfoque consiste na dinamização de um percurso formativo através do empoderamento ao nível de competências básicas, técnicas e práticas em contexto de trabalho, assumindo uma ligação e uma necessária abertura no mercado de trabalho, num total de 450 horas.

 Uma segunda opção de encaminhamento consiste na dinamização de um PEC – Programa de Empreendedorismo Cigano, criado e dinamizado pela equipa de projeto e que se espera vir em materializar num recurso pedagógico.

De forma transversal será também realizado um trabalho de sensibilização junto das empresas, associações empresariais e empregadores, de forma a fazer face a eventuais preconceitos que obstem à integração no mercado de trabalho de elementos da etnia cigana. 

Neste sentido, a Amato Lusitano – Associação de Desenvolvimento congratula-se de ter sido um dos 8 projetos aprovados a nível nacional e espera com isso envolver durante os próximos 18 meses, 30 elementos da comunidade cigana e permitir com isso a inserção socioprofissional efetiva de 5 elementos.

Qualquer questão relativa ao projeto, poderão contactar diretamente a Amato Lusitano – Associação de Desenvolvimento através dos contactos 272325126 ou email semearparaintegrarmais@amatolusitano-ad.pt.

Comentar