Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Dezembro 6, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

UBI continua no grupo das melhores universidades jovens do mundo

UBI continua no grupo das melhores universidades jovens do mundo
José Lagiosa

O ranking Times Higher Education Young University 2019 inclui a academia, pelo terceiro ano consecutivo.

A Universidade da Beira Interior (UBI) mantém-se, pelo terceiro ano consecutivo, no ranking das melhores universidades do mundo fundadas há menos de 50 anos.

Em 2019, no Times Higher Education Young University Rankings, a UBI atinge o patamar 151-200, o mesmo de diversas universidades de prestígio e referência, como a Universidade Carlos III de Madrid (Espanha), as universidades de Clermont e de Rennes (França), e as universidades de Hertfordshire e Manchester Metropolitan (Reino Unido).

A UBI mantém-se nesta lista apesar de, em 2019, a mesma ter aumentado o número de instituições de Ensino Superior em cerca de uma centena.

Este é um ranking de elevado prestígio e altamente competitivo, sendo que a UBI viu a sua avaliação crescer no número de citações aos trabalhos que os seus professores e investigadores escreveram, tendo também sido notado o incremento no número de trabalhos feitos com as empresas.

As métricas de  visibilidade internacional e de investigação também tiveram um crescimento, segundo o Times Higher Education.

Os THE Rankings, organizados por uma revista inicialmente ligada ao centenário jornal inglês Times, são especializados na análise do Ensino Superior, desenvolvendo diversas listas que avaliam as multifacetadas competências das universidades.

Já em abril deste ano a UBI tinha sido premiada com a sua inclusão na primeira edição mundial do “THE Impact Rankings”, para avaliar a forma como as instituições de Ensino Superior estão a cumprir as metas de Desenvolvimento Sustentável propostas pela ONU.

“A presença nos rankings estabelecidos e avaliados de forma independente, como é o caso do Times Higher Education, permite o reconhecimento crescente da UBI a nível internacional, o que é fruto do trabalho contínuo e dedicado dos seus professores e investigadores”, salienta José Páscoa, vice-Reitor da UBI para a Área de Investigação e Projetos.

Comentar