Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
       

BeiraNews | Agosto 18, 2019

Ir para o Topo

Topo

Sem Comentários

UBI entre as 100 melhores da Europa no ensino e aprendizagem

UBI entre as 100 melhores da Europa no ensino e aprendizagem
José Lagiosa

As condições de estudo, os resultados obtidos pelos alunos e o ambiente académico foram analisados no Europe Teaching Rankings

A Universidade da Beira Interior (UBI) é uma das 100 melhores instituições da Europa na missão de ensino e aprendizagem.

Esta conclusão resulta da avaliação feita ao ambiente vivido no seio da comunidade académica e dos recursos existentes para ensinar de forma eficaz, segundo o relatório do Europe Teaching Rankings, que comparou instituições de 18 países.

O ranking faz parte do conjunto de análises do Times Higher Education (THE), desta vez centrado no ambiente de ensino e aprendizagem e nos resultados obtidos pelos alunos.

Foi concebido para responder às questões que mais preocupam os estudantes e as suas famílias, aquando da tomada de uma das decisões mais importantes das suas vidas: a quem confiar a formação superior.

E, neste aspeto, a UBI é colocada no significativo Top 100.

Os resultados do Europe Teaching Rankings foram apurados, sobretudo, através de inquéritos anónimos a estudantes europeus.

Foram recebidas respostas de 125.000 alunos dos 18 países envolvidos.

A performance alcançada pela UBI é assim um sinal do grau de satisfação dos seus estudantes relativamente à realidade que experimentam no dia a dia da academia.

O relatório incluiu indicadores que relevam o grau de envolvimento dos alunos nos estudos e com a instituição, a interação com os professores, as oportunidades para desenvolver competências e os pontos de vista acerca da qualidade dos serviços.

Todos estes aspetos se enquadram em algumas das mais fortes características que fazem parte da identidade da UBI e que são desta forma confirmadas agora pelo THE: os aspetos socias da proximidade e coesão da comunidade académica (onde se inclui a relação entre estudantes e docentes); as condições físicas para o estudo e investigação; qualidade de vida da cidade da Covilhã e da região; e o ambiente propício ao desenvolvimento pessoal e científico, que tem resultado nos inúmeros prémios conquistados por professores e alunos e que, só nos últimos cinco anos, ascendem a cerca de 130, atribuídos em competições nacionais e estrangeiras.

Comentar