15.4 C
Castelo Branco
Terça-feira, Outubro 19, 2021
No menu items!
InícioCulturaCampo Arqueológico de Proença-a-Nova dá continuidade às investigações no território

Campo Arqueológico de Proença-a-Nova dá continuidade às investigações no território

As escavações arqueológicas do VIII Campo Arqueológico de Proença-a-Nova – CAPN 2019, arrancam a 5 de agosto, prolongando-se até ao próximo dia e 30.

A campanha de verão 2019 contempla um trabalho de continuidade em dois sítios arqueológicos: a sepultura megalítica do Cabeço da Anta (7ª campanha anual) e o povoado fortificado do Castelo Chão do Trigo (3ª campanha anual).

No primeiro local, as investigações decorrerão entre 5 e 24 de agosto e estão focadas fundamentalmente na câmara funerária, tendo em vista concluir os trabalhos desta subestrutura e qualificá-la para receber visitas, sem prejuízo da continuação dos trabalhos noutros setores.

No segundo local, as investigações prosseguem entre 12 e 30 de agosto.

A exemplo de anos anteriores, o programa do CAPN inclui ainda uma prospeção arqueológica (12 a 16 de agosto) em outros pontos do concelho e uma visita de estudo ao território.

Desde 2011 que o Município de Proença-a-Nova organiza o Campo Arquelógico, em parceria com a Associação de Estudo Alto Tejo, com a dupla finalidade de, por um lado, aprofundar o conhecimento sobre os monumentos de diversas epocas existentes no concelho e, por outro propocionar a oportunidade de formação a estudantes provenientes de vários pontos do país e do mundo.

“É um intercâmbio que tem dado bons frutos, pois avançámos significativamente na informação que dispomos sobre os monumentos megalíticos ou os fortes e baterias só para nomear dois dos temas que mais tem sido estudados ate ao momento”, revela João Lobo, presidente da Câmara Municipal.

Além disso, acrescenta, “o campo arqueológico permite-nos enriquecer o nosso roteiro turístico: neste momento já possível visitar a Anta do Cão do Ribeiro e o Forte das Batarias, depois de terem sido intervencionados para receber visitas com a realização de infraestruturas e material informativo.

Em breve teremos outros pontos que estão a ser estudados, sendo que o espolio encontrado será disponibilizado na futura Casa da Memória e das Artes que irá nascer no Largo da Devesa em Proença-a-Nova”.

A 16 e 23 serão realizadas duas conferências, na Casa das Associações, a partir das 17h00: a primeira com o tema “Monumentos megalíticos: recuperar e valorizar, para que?”, com Pedro Manuel Sobral de Carvalho, mestre em arqueologia; a segunda abordará “As dinâmicas de implantação romana no vale do tejo”, e contará com a presença de João Pimenta, mestre em arqueologia e técnico superior na Câmara Municipal de Vila Franca de Xira.

No dia 28 de setembro terá lugar o Colóquio “Vias antigas da Beira Baixa”, no Edifício Forte e Baterias de Sobreira Formosa, integrado no Festival do Plangaio e Maranho, que terminará com a recriação histórica “Na defesa da pátria contra os invasores”, pelo Grupo de Teatro Vaátão, inserida no Rota das Visitas Guiadas e Encenadas do projeto Beira Baixa Cultural.

Recorde-se que o município tem também quatro vagas para estudantes maiores de 16 anos interessados em participar no CAPN 2019, uma oportunidade de ter contacto com a realidade do trabalho de campo, participando, com alunos universitários, professores e especialistas, nas escavações, colóquios e visitas, enriquecendo os seus conhecimentos e/ou preparando o seu futuro caso tenham interesse em seguir a área em questão.

Para os interessados em visitar o campo durante o mês de agosto deverão contactar a Câmara Municipal através do telefone 274 670 000 ou a Associação de Estudos Alto do Tejo através do e-mail altotejo@gmail.com

Mais informações em: http://archaeologicalfieldcamps-portugal.pt/index.html ou no site do Município de Proença-a-Nova.

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: