31.1 C
Castelo Branco
Terça-feira, Agosto 4, 2020
No menu items!
Início Cultura Maior Festival de Verão volta a bater todos os recordes!

Maior Festival de Verão volta a bater todos os recordes!

MEO Sudoeste volta em 2020 entre 4 e 8 de agosto

• Edição de 2020 entre 4 a 8 agosto;

• 16 terabytes de dados Wi-Fi gerados por 20 mil dispositivos únicos;

• 7 milhões de vídeo views dos mais de 700 conteúdos produzidos especialmente para o MEO Sudoeste 2019;

• 19 mil dispositivos únicos

• 500 portabilidades executadas durante o Festival;

• Mais de 130 baterias carregadas;

• 24 mil downloads app MEO Sudoeste.

Depois de várias noites apoteóticas, a 23ª edição do maior Festival de verão terminou com números recorde.

Fica também desde já marcado encontro para a próxima edição: em 2020, o MEO Sudoeste regressa entre 4 e 8 de agosto, com a abertura do campismo a acontecer no dia 1 de agosto.

Desde o dia 3 de agosto, dia de arranque do Festival com a abertura do campismo, os cerca de 40 mil festivaleiros que visitaram diariamente o MEO Sudoeste viveram experiências únicas, repercutidas através da rede Wi-Fi da Altice Portugal, que permitiu em tempo real partilhar 16 terabytes de conteúdos dentro e fora do recinto.

Até ao término da 23º edição do MEO Sudoeste, os 16 terabytes de tráfego Wi-Fi foi gerado por 20.000 dispositivos únicos.

A título de exemplo, os 16 terabytes de informação da rede Wi-Fi seriam o equivalente a 29 anos a ouvir música através de um stream ou a 500 horas seguidas de vídeo 4k.

Ao partilharem e mostrarem as suas experiências nas redes sociais, via Facebook, Instagram, WhatsApp ou Twitter, os festivaleiros presentes no MEO Sudoeste contribuíram para transformar a 23.ª edição do maior Festival de verão do país numa referência.

De destacar os 7 milhões de vídeo views dos mais de 700 conteúdos produzidos, que deram origem a 400 mil interações com referência ao festival em todas as plataformas, mais do dobro do ano anterior.

Também o canal de TV digital transmitiu diariamente o streaming de alguns dos principais concertos, momentos da tribo e entrevistas a artistas.

Quanto à app mobile MEO Sudoeste, desenvolvida in house, contou com mais de 24.000 downloads.

Este ano para além da informação de cartaz e de artistas, a app oficial do Festival contou com realidade aumentada, em parceria com a tagSpace, trazendo inovação, vantagens e diversão aos festivaleiros.

De salientar que todos estes acréscimos registados a nível tecnológico foram processados por uma infraestrutura base de comunicações, desenhada de raiz para ir ao encontro do volume de informação exigido, tendo a Altice Portugal reforçado este ano as infraestruturas do MEO Sudoeste em 140 Km de fibra ótica de última geração e adicionado 72 novas células móveis, para garantir a total operacionalidade das várias redes da Altice Portugal disponíveis no recinto.

Para Alexandre Fonseca, presidente Executivo da Altice Portugal, “o MEO Sudoeste voltou a demonstrar ser o maior festival de verão em Portugal, um evento que se encontra em linha com o que são as expetativas das marcas da Altice Portugal – o MEO, o MOCHE e o SAPO. A Altice Portugal tem no Desporto, na Cultura e, em particular na Música, além, claro, das Telecomunicações, os seus eixos de atuação em Portugal. Uma empresa como a Altice Portugal tem claramente a responsabilidade de estar presente na sociedade. A música é hoje uma das formas de expressão mais importantes no nosso país e nós queremos continuar a apoiar este território onde nos sentimos em casa”.

Destaque ainda para os pontos de carregamento, distribuídos pelo recinto e campismo que possibilitaram a milhares de festivaleiros carregarem o equivalente a mais de 130 mil baterias de telemóvel e, dessa forma, manterem-se sempre ligados e a par das últimas novidades do festival.

Já numa vertente de sustentabilidade, e depois de em 2018 uma família de corujas ter escolhido o pórtico do MEO Sudoeste como sua casa, todos os festivaleiros decidiram ajudar a tornar o recinto do Festival como a habitat ideal para viver, através da adesão a um conjunto de ações de sensibilização.

Neste âmbito, foram centenas o número de voluntários que deram o seu contributo e que formaram as “Brigadas Coruja” na ajuda de limpeza do campismo, ação que decorreu durante todo o Festival.

Ainda durante esta manhã, data que assinala o fecho da Casa da Coruja da edição de 2019, foi realizada uma última ação que envolveu 50 voluntários e que visou assegurar a limpeza final do recinto.

Como forma de agradecimento e reconhecimento a todos os que abraçaram esta causa, foi oferecido um passe para a Edição do MEO Sudoeste 2020.

Fotos: Meo Sudoeste

Leave a Reply

- Advertisment -

Most Popular

Festival das Artes da Beira Baixa anima noites de sábado em Proença-a-Nova

O Festival das Artes da Beira Baixa vai animar as próximas três noites de sábado em vários pontos do concelho, trazendo também...

Docentes do IPCB publicam EBOOK internacional

Os docentes da Escola Superior de Educação do IPCB Samuel Honório, Marco Batista e Helena Mesquita, em conjunto com Jaime Ribeiro, docente...

Município de Vila Velha de Ródão obtém selo “Safe & Clean”

O Município de Vila Velha de Ródão encontra-se empenhado no cumprimento das normas e recomendações emitidas pela Direção Geral da Saúde e...

Vila Nova da Barquinha recebe circuito pedestre «Fauna, flora e história local»

29 agosto 09h | Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha Passeio com apontamentos sobre as...

COMENTÁRIOS RECENTES

Paula Alexandra Farinha Pedroso on Elias Vaz lança livro sobre lendas e mitos de Monsanto
%d bloggers like this: